Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Antônio Carlos pede personalidade para Botafogo melhorar momento

Zagueiro acredita que jogadores mais novos não devem se abalar com má fase e pressão da torcida

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Sem vencer há duas partidas, e vivendo situação complicada no Campeonato Carioca, onde dependerá de um tropeço de Olaria ou Fluminense para avanças às semifinais da Taça Rio, o Botafogo começa a viver uma semana de tensão. No empate por 2 a 2 contra o Avaí, na última quarta-feira, a equipe foi muito vaiada ao final do jogo, incomodando o técnico Caio Júnior.

Para o zagueiro Antônio Carlos, é a hora dos jogadores mostrarem personalidade para reverter a má fase da equipe. "O torcedor quer a vitória e o momento que a gente está vivendo não é dos melhores. Tem que ter personalidade, jogar na hora que a coisa está boa e na hora que a coisa está ruim também. A gente não pode se omitir, só jogar bem no momento tranquilo", disse o jogador do Botafogo.

O lateral-direito Alessandro também reconhece que é o momento dos mais experientes ajudarem os jogadores mais novos, principalmente os que estão sofrendo pressão da torcida.

"Tive a idade deles, jogador novo sente muito, não é acostumado a lidar com essa situação. Quando tive esse problema no Botafogo pela primeira vez, não sabia o que fazer, ficava chateado, não brincava com meu filho. Procuro passar tranquilidade, falo para eles não se esconderem do jogo. Mas isso já é rotina, na hora boa os experientes ficam de fora, na ruim, chamam os experientes, 'os bombeiros' para ajudar", declarou o lateral-direito.

Agora o Botafogo se concentra na disputa do Campeonato Carioca. A equipe enfrenta o América no próximo domingo, às 16h, em São Januário. Para se classificar às semifinais, os comandados de Caio Júnior precisam vencer e torcer por um tropeço de Olaria ou Fluminense.

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG