Diego Vargas, vítima do tiroteio na escola de Realengo, conheceu jogadores e assistiu treino da equipe

Assim como aconteceu na tarde da última sexta-feira, os torcedores voltaram a ocupar o estádio das Laranjeiras na manhã deste sábado para incentivar o time do Fluminense , que enfrentará o Flamengo neste domingo, no Engenhão, às 16h, pela semifinal da Taça Rio. Mais de 200 torcedores levaram bandeiras e fizeram muito barulho. O meia Conca e o atacante Fred foram os mais festejados.

Os jogadores fizeram apenas um leve trabalho físico seguido de um rachão. O meia Deco não participou das atividades. Ele fez exercícios na sala de musculação. A comissão técnica espera que o jogador tenha condições de atuar contra o Libertad, do Paraguai, na próxima quinta-feira, no primeiro duelo entre os dois clubes pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

Garoto Diego Vargas, sobrevivente do massacre na escola em Realengo, visitou o treino do Fluminense
AE
Garoto Diego Vargas, sobrevivente do massacre na escola em Realengo, visitou o treino do Fluminense
Depois do rachão, Edinho, Marquinho, Rafael Moura, Conca, Julio César e Diguinho treinaram cobranças de pênaltis, já que a vaga para decisão da Taça Rio poderá ser decidida dessa forma, caso o jogo termine empatado no tempo normal. O atacante Fred, cobrador oficial, não participou do treinamento.

Emoção
Neste sábado, os jogadores tricolores receberam a visita de Diego Vargas, 12 anos, que ainda se recupera de tiro no abdômen, recebido pelo atirador que matou 12 crianças da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no dia 7 de abril. Diego chegou às Laranjeiras vestido com uma camisa personalizada do Fluminense autografada por todos os jogadores.

Durante o tempo em que esteve internado no Hospital Albert Schweitzer, Diego ganhou um kit tricolor e recebeu uma carta de apoio, assinada por Fred e Conca. Convidado pela diretoria, o menino vai entrar em campo com os jogadores do Fluminense no gramado do Engenhão. Se depender da sua escolha, ele terá Fred ou Conca ao seu lado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.