Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ansiedade pelo título não tira o sono de Muricy Ramalho

Treinador afirma que mesmo com a possibilidade de conquistar seu quarto título brasileiro, dorme pesado e mantém sua rotina inalterada

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859876473&_c_=MiGComponente_C

O Fluminense ainda precisa de 180 minutos para confirmar o favoritismo e conquistar o título brasileiro.  Mas ninguém nas Laranjeiras consegue mais esconder a ansiedade. Muricy Ramalho que o diga. Tricampeão da competição pelo São Paulo em 2006, 2007 e 2008, o treinador se acostumou tão bem com essa rotina nas últimas quatro temporadas que procura passar calma e tranquilidade para seus jogadores. A postura do treinador é tão serena a cada coletiva, que nesta sexta-feira ele não se conteve ao ser perguntado por uma jornalista se estava conseguindo dormir e trocou o habitual semblante fechado por uma sonora gargalhada.

Por incrível que pareça o que eu mais tenho feito é dormir. Quando tem treino de manhã, então, é difcíl para mim porque eu durmo forte, pesado mesmo. Adoro futebol, mas ontem (quinta) eu nem consegui assistir o jogo da Sul-Americana porque começou tarde e eu estava morto. Eu durmo cedo, afirmou, às gargalhadas.

Não é só o sono que Muricy mantém em dia. Apesar da ansiedade, que ele mesmo admite e considera normal, o treinador afirma que seus hábitos são os mesmos de sempre, independentemente da importância do próximo compromisso.

Veja trechos da entrevista de Muricy Ramalho:

Meus hábitos são os mesmos. Caminhar no calçadão, andar pelo Leblon. É claro que evito badalação, o que já não é meu forte mesmo. Segunda-feira, por exemplo, recebi duzentos convites de TVs para ir a programas esportivos, mas recusei todos e não fui a nenhum, disse Muricy.

Se os hábitos e a rotina do treinador são os mesmos de sempre, tem uma coisa que ele reconhece que seria especial e diferente dos outros: o título brasileiro pelo Fluminense.

 Se conquistarmos o título, certamente será o mais difícil de todos pelos problemas que passamos ao longo da temporada. Perdemos nossos principais jogadores em momento complicados, mas o trabalho foi bem feito e estamos brigando pelo título. Mas a Libertadores era nosso primeiro objetivo e conseguimos por antecipação. Acho que por tudo isso seria especial, afirmou Muricy.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG