Mexicanos tiveram mais dificuldades do que esperavam contra o Congo. Sul-americanos bateram a Jamaica

Dono da casa, o México sofreu e precisou ficar com dois jogadores a mais contra o Congo, mas conquistou nesta terça-feira três pontos necessários para se garantir na segunda fase do Mundial sub 17. Os anfitriões venceram os africanos por 2 a 1 e, com seis pontos, segue na liderança do grupo A.

Para se manter com 100% de aproveitamento e já ficarem de olho nas oitavas de final, os mexicanos tiveram mais dificuldades do que esperavam. Diante do Congo, que estreou surpreendendo ao vencer a Holanda por 1 a 0, a seleção da casa só abriu o placar aos 40 minutos, com Espericueta aproveitando cruzamento de Francisco Flores.

Depois do intervalo, os africanos, mesmo ficando menos tempo com a bola no pé, anularam as investidas em seu campo. Aos sete minutos da etapa final, no entanto, o time já ficava com um a menos em campo por causa da expulsão de Bassoumba.

Contudo, mesmo em inferioridade numérica, os congoleses passaram a atacar com mais eficiência. Aos 28 minutos, Mabiala brigou pela bola e deixou para Binguila, que chutou errado, mas acabou dando um passe para Epako empatar.

Nervosos, os mexicanos acabaram ficando em vantagem numérica ainda maior quando Mpasso, em sete minutos em campo, recebeu dois cartões amarelos, o último aos 32 minutos. A cinco minutos do final, Júlio Gomez aproveitou um cruzamento rasteiro para dar a vitória ao México.

Também pelo grupo A, a Holanda continuou em trajetória decepcionante e empatou por 1 a 1 com a Coreia do Norte. Os europeus ainda tiveram que correr atrás do resultado, já que levaram o primeiro gol, marcado por Kang, aos três minutos do segundo tempo - aos 30, Gravenberch igualou. Os dois times têm um ponto, mas ainda podem se classificar na última rodada da fase de grupos.

A terça-feira foi boa também para a Argentina. Depois de serem derrotados na estreia pela França por 3 a 0, os sul-americanos superar a Jamaica com uma vitória por 2 a 1. Jonathan Silva, aos 23 minutos do primeiro tempo, e Lucas Pugh, aos 18 da etapa final, marcaram. Barnes descontou aos 44 minutos do segundo tempo.

Mesmo com três pontos somados até agora, os argentinos podem terminar a primeira fase na liderança do grupo B. A França não repetiu o desempenho de seu primeiro jogo e empatou com o Japão por 1 a 1 - Yaisien, para os europeus, e Ishige, para os asiáticos, balançaram as redes. Ambos têm quatro pontos e dividem a primeira colocação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.