Tamanho do texto

Presidente do Corinthians diz que não tem chance de início da Copa não acontecer na capital paulista

O presidente do Corinthians , Andrés Sanchez, voltou a esbanjar otimismo quando o assunto é abertura da Copa do Mundo. Em evento da Soccerex nesta segunda-feira, que ele também "comprou Neymar", o dirigente afirmou que não há a menor possibilidade do evento inaugural da competição em 2014 não ser em São Paulo.

"Eu já disse, vai ser em São Paulo. A cidade pode ter seus problemas, mas temos 45 mil leitos e todas as outras condições. Se não for em São Paulo, vai ser na Alemanha", ironizou o presidente.

Siga o Twitter do iG Corinthians e receba as notícias do seu time em tempo real

No início do mês, durante as festividades de 101 anos do Corinthians, Andrés já havia cravado, ao lado do ex-presidente da República Luís Inácio Lula da Silva, que o evento aconteceria em São Paulo e justificou a confiança usando o poderio econômico do Estado de São Paulo e de sua capital.

Andrés Sanchez brinca com o presidente Lula durante evento do Fielzão
AE
Andrés Sanchez brinca com o presidente Lula durante evento do Fielzão


Nesta segunda, Andrés também destacou a importância da Soccerex, que acontecerá em novembro no Rio de Janeiro, para abrir os olhos dos investidores e mostrar que todos podem ganhar com a Copa do Mundo no país. Além disso, ele afirmou que todos deveriam perceber que o evento já está no Brasil.

"As pessoas precisam perceber que a Copa do Mundo já está aqui no país. Isso daqui (Soccerex) é para abrir os olhos dos dirigentes e das empresas que vamos acordar para o Mundial. A Copa já está aqui e todo mundo precisa se mexer", destacou Andrés.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.