Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Andrés Sanchez diz que estádio do Corinthians é ¿um sonho¿

Preocupado com demora em anunciar parceiros, presidente diz que está começando a duvidar do início imediato das obras

Bruno Winckler, iG São Paulo |

A demora para que aconteça um anúncio oficial do Corinthians divulgando o início das obras do estádio do clube tira o presidente Andrés Sanchez do sério. Sem todas as garantias financeiras para a ampliação do estádio programado para abrir a Copa do Mundo de 2014, Sanchez diz que começa a acreditar na inviabilização do projeto que pretende passar a capacidade do estádio em Itaquera de 45 mil para 68 mil lugares.

“Eu sei que eu tinha certeza que as obras iam começar em março ou início de abril. Alguns falam em 1º de abril que é mentira e eu já até estou convencido que é sonho. É um sonho. Cobro todo mundo, governo, COL (Comitê Local da Copa), mas parece que infelizmente é um sonho”, disse.

O presidente Andrés Sanchez diz que o diretor de marketing, Luís Paulo Rosemberg, é quem discute com a Odebrecht, empreiteira do projeto, sobre as empresas que bancarão pela ampliação do estádio. A falta de dinheiro e de potenciais parceiros preocupa Sanchez.

“Fora o amor e a paixão, qual o problema do Brasil? O problema é grana. Estou cobrando CBF, COL, Fifa. Mas como diz São Tomé ‘só acredito vendo’. Espero resolver o mais rápido possível isso”.

Sanchez não pretende estabelecer mais prazos para o início das obras e prefere não vislumbrar a utilização do estádio na Copa das Confederações em 2013. “Não tem nem o estádio ainda. A gente só quer que o quanto antes a gente tenha todas as garantias para apresentar para vocês. Eu cobro todos, todos os dias. E me falam que é amanhã, amanhã. Vocês estão me convencendo que é um sonho. O problema é sempre o mesmo: dinheiro”.

Leia tudo sobre: corinthiansandrés sanchezcopa 2014

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG