Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Andrés Sanches diz que 'Fielzão' vai custar mais de R$ 1 bilhão

Afirmação desmente orçamento oficial divulgado. Presidente do Corinthians também vê Lula em 'situação difícil'

iG São Paulo |

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, admitiu que o custo das obras do estádio do clube, em Itaquera, vai superar a marca de R$ 1 bilhão. Oficialmente, Corinthians e Odebrecht, empreiteira responsável pela obra, informaram que o "Fielzão" custaria R$ 820 milhões.

Em entrevista para a atual edição da revista Época, Sanchez falou sobre a nova marca e ainda deixou o ex-presidente Lula em situação complicada. "Quem fez o estádio fui eu e o Lula. Garanto que vai custar mais de R$ 1 bilhão. Ponto. A parte financeira ninguém mexeu. Só eu, o Lula e o Emílio Odebrecht (presidente do Conselho de Administração da Odebrecht)", disse o dirigente.

Veja mais: Moradores de SP não se importam com abertura da Copa na cidade

A revista pergunta então se a divulgação do custo bilionário não vai "ficar feio". Andrés responde: "Não vai ficar feio pra ninguém. Vai ficar, talvez, não imoral, mas difícil para o Lula. Porque vão falar: 'Pô, como é que uma empreiteira se submete a fazer isso? Por que o presidente pediu?'. É o que insinuam até hoje".

Leia ainda: Com Lula, festa dos 101 anos do Corinthians agita o Fielzão

Em agosto, o iG publicou matéria informando que o orçamento inicial do estádio ficou em R$ 1,5 bilhão, mas que cortes em alguns itens considerados luxuosos foram feitos para baixar tal valor.

Confira imagens de evento em Itaquera com a presença do ex-presidente Lula:

Entre para a Torcida Virtual do Corinthians e deixe sua opinião sobre o Fielzão:
 

Leia tudo sobre: Copa 2014FielzãoCorinthiansCBFAndrés Sanchez

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG