Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Andrés defende Tite e espera que Chicão "coma grama" para voltar

Zagueiro do Corinthians pediu dispensa do clássico contra o São Paulo para se recuperar e não voltou a ser relacionado

Gazeta |

Relegado à condição de quarto zagueiro do Corinthians , Chicão deve penar para conquistar o espaço que tinha como capitão do time. Após criar polêmica por pedir dispensa do clássico com o São Paulo ao ser informado de que iria para o banco , o defensor tem ficado fora até da lista de atletas relacionados do técnico Tite .

Veja também: Convocação de Ralf abre espaço para terceira chance de Moradei no Brasileirão

A decisão do comandante foi acompanhada pelo presidente do clube, Andrés Sanchez. "Ele (Chicão) não foi afastado, ele pediu para não ir para a concentração porque não estava bem. Está treinando até hoje com grupo. É opção do treinador. Espero que ele coma grama para voltar o mais rápido possível", disse o dirigente, em entrevista à Rádio Bandeirantes, na segunda-feira.

Siga o iG Corinthians e receba as últimas notícias do seu time

Chicão não atua desde 18 de setembro, na derrota por 3 a 1 para o Santos . De lá para cá, ficou fora dos duelos contra São Paulo (por opção própria, ao alegar que havia ficado abalado com a reserva), Bahia e Vasco (esses dois últimos por decisão de Tite ). Neste período, o zagueiro tem treinado com os reservas e feito um trabalho paralelo sob comando dos preparadores físicos.

O treinador costuma levar dois zagueiros a campo e apenas um reserva para o banco. As opções, no momento, têm sido Paulo André , Leandro Castán e Wallace . O jovem André Vinícius, oriundo da base, é o quarto relacionado por precaução - e cortado na véspera das partidas.

Entre para a Torcida Virtual do Corinthians e comente a atitude de Chicão:

Leia tudo sobre: brasileirão 2011corinthianschicão

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG