Lateral perdeu ônibus em jogo das eliminatórias na Bolívia e depois deixou de ser chamado por Dunga

O lateral André Santos revelou neste sábado um episódio que pode ter influenciado na sua ausência na Copa do Mundo de 2010. Chamado por Dunga nas eliminatórias e na Copa das Confederações, o ex-corintiano não esteve na lista dos jogadores que disputaram o Mundial na África do Sul.

André Santos contou que se atrasou na saída do ônibus para o jogo contra a Bolívia, em outubro de 2009, nas eliminatórias. “Um pouco antes do jogo contra a Bolívia, chegamos pela recepção. Mas a saída para pegar o ônibus era outra. Quando fui descer do quarto, o elevador estava cheio. Tive que esperar. Ai o pessoal já estava no ônibus e eu errei a saída. Fiquei esperando na recepção e o ônibus saiu. Eu errei por não ter perguntado. Eu não culpo ninguém. Foi um fato que aconteceu”, afirmou.

O lateral contou o episódio ao ser perguntado sobre a disputa de posição durante a entrevista coletiva neste sábado em Los Cardales, onde a seleção brasileira está concentrada. André Santos disse que o fato de ter ficado fora da Copa o levou a aprender a melhorar o comportamento fora de campo. “Quando digo isso, falo em horários, coisas assim. Até porque na era Dunga teve um desentendimento, eu perdi o ônibus em La Paz. Eu evolui bastante. Em horário, eu atrasava e jogando na Europa você cria o hábito de buscar responsabilidade. Você tem que ter regras e saber respeitar”, afirmou.

Após o episódio, Dunga deixou de convocar André Santos para os amistoso contra a Irlanda, em Londres, além dos jogos contra Omã (em Omã) e Inglaterra (no Catar). Depois, ele também não esteve na lista dos 23 jogadores que foram ao Mundial. “Eu só tenho a agradecer o Dunga, que foi quem deu a minha primeira oportunidade na seleção”, disse o lateral, que voltou a ser chamado após Mano Menezes assumir o comando.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.