Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

André Luis quer parar Goiás e manter Fluminense como melhor defesa

Zagueiro espera ajudar líder do campeonato a se manter como a defesa menos vazada do Brasileiro, com 33 gols sofridos

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860074231&_c_=MiGComponente_C

Confirmado ao lado de Leandro Euzébio como substituto de Gum, que recebeu o terceiro cartão amarelo contra o Vasco, André Luis tem um desafio pessoal diante do Goiás, no próximo domingo, às 17h (horário de Brasília), no Engenhão: parar o ataque goiano e ajudar o Fluminense a se manter como a defesa menos vazada da competição, hoje com apenas 33 gols sofridos.

Espero fazer uma grande partida e ajudar o Fluminense a não sofrer gols. Segurar o ataque do Goiás é um passo enorme para conquistarmos a vitória, pois nosso ataque dificilmente passa em branco, afirmou André Luis.

Com as contratações de Emerson e Deco e as permanências de Conca e Fred, o Fluminense entrou no Brasileiro como um dos favoritos principalmente por sua força ofensiva. Mas como o  técnico Muricy Ramalho jamais conseguiu escalar os quatro juntos por inúmeros problemas de lesão, quem tem brilhado é a zaga tricolor, há três jogos ou 270 minutos sem sofrer gols.

André Luis exalta zaga do Fluminense

O segredo tem sido a atenção redobrada durante os jogos. Nós conversamos muito nos treinos e na concentração e isso tem nos ajudado muito dentro de campo. O Gum e o Leandro Euzébio falam bastante, assim como Mariano e o Carlinhos, que às vezes ainda nos ajudam no ataque fazendo uns golzinhos. Sabemos da nossa responsabilidade em não sofrer gols e vamos tentar seguir assim contra o Goiás, explicou.

A função da defesa do Fluminense é evitar os gols, mas André tem razão quando lembra das vezes em que a defesa foi decisiva empurrando a bola para o fundo das redes adversárias. Afinal, dos 54 gols marcados pela equipe, 14 foram feitos por defensores. Leandro Euzébio, com cinco, e Mariano e Gum, com três cada, marcaram mais do que alguns jogadores ofensivos, como Deco e Tartá, que marcaram apenas uma vez cada.

Quem apareceu nas Laranjeiras nesta quarta-feira foi o apoiador Marquinho. O jogador, que sofreu uma fratura no antebraço direito num choque involuntário com Leandro Euzébio e vai ficar seis semanas longe dos gramados, apareceu engessado para rever os companheiros. 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG