Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

André Lima diz que assistente debochou de lesão no Grêmio

Altemir Hausmann alega que frase “Deus é justo” gerou mal-entendido com jogador

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Gazeta Press
Centroavante (C) reclamou de bandeirinha
Uma discussão entre André Lima e o assistente Altemir Hausmann, iniciada no segundo tempo do empate do Grêmio com o Caxias, ainda vai dar muito o que falar. Ao ser substituído com dores no joelho direito, o atacante acusou o bandeirinha de debochar da sua lesão.

“Quando eu estava machucado ele disse “Deus é justo”. Nunca pode falar isso para um jogador”, reclamou o centroavante.

Este foi o segundo conflito entre os dois na noite em que o Grêmio conquistou a Taça Piratini do Gauchão. Ao assinalar corretamente impedimento em gol de André Lima, o auxiliar foi alvo de forte reclamação do atleta.

Altemir Hausmann admitiu ter feito a frase, porém, em outro contexto. O “Deus é justo” seria a comemoração ao aviso, recebido via ponto eletrônico, de acerto na marcação do impedimento.

A confusão prosseguiu quando Rafael Marques marcou o gol de empate. André Lima, mesmo mancado, voltou a reclamar de Altemir Hausmann e foi expulso pelo árbitro Márcio Chagas da Silva. Dependendo do conteúdo da súmula, o jogador pode sofrer punição do Tribunal de Justiça Desportiva.

O técnico Renato Gaúcho reprovou o comportamento de seu jogador:

“André não deveria falar essas coisas. Altemir é um grande auxiliar. Deixamos isso para lá”.
 

Leia tudo sobre: grêmiocaxiascampeonato gaúcho 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG