Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

André e Guilherme concentram 70% dos investimentos do Atlético-MG

Clube mineiro gastou quase R$ 19 milhões somente com os dois atacantes, que devem formar a dupla titular

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Com problemas no ataque desde a saída de seus últimos dois artilheiros, o Atlético-MG investiu alto para que o time volte a ter um ataque eficiente. Diego Tardelli e Obina foram responsáveis por 41% dos gols atleticanos nas temporadas 2009 e 2010. Sem eles, o time sofre bastante. Uma prova do problema crônico no ataque está no número de finalizações e gols neste Brasileirão. Para fazer um gol, a equipe de Dorival Júnior precisa chutar 14 vezes .

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time

Para solucionar o problema, o Atlético-MG foi até o Dínamo de Kiev e buscou a dupla que seria a titular do clube ucraniano, não fosse problemas de adaptação. Em um ano meio de Dínamo, Guilherme disputou somente dez partidas, mas marcou nove gols. Já André ficou apenas seis meses em Kiev, tempo suficiente para jogar nove vezes e não marcar nenhum gol .

Entre para a Torcida Virtual do Atlético-MG e convide seus amigos

nullComo o gol é tudo, o Atlético-MG não poupou dinheiro para montar outra grande dupla de ataque. No total o clube mineiro desembolsou R$ 18,9 milhões para contratar os jovens jogadores de 20 e 22 anos. No caso de Guilherme, o Atlético-MG contou com ajuda de parceiros , que arcaram com 40% do valor. A quantia investida nos atletas só aumenta a responsabilidade, já que dos R$ 28 milhos gastos na montagem do time de 2011 , o Dínamo recebeu 70% do valor para liberar Guilherme e André.

Em outro momento e, principalmente, em outro clube, a dupla aposta que a parceria vai dar o que falar com a camisa do Atlético-MG. André chegou esbanjando confiança numa grande campanha neste Campeonato Brasileiro . “Isso é questão de tempo, o grupo do Atlético é forte. Infelizmente não esta acertando neste comecinho, mas assim que engrenar, ganhar duas partidas seguidas vai embalar, o grupo é bom”.

Com mais tempo de casa, no clube desde março , Guilherme dá boas vindas ao amigo e espera que a parceria tenha um rendimento bem diferente daquele dos tempos de Dínamo. “Fomos companheiros de equipe, no Dínamo, e criamos uma amizade muito legal por lá. Cheguei a conversar com ele e a vontade de voltar, assim como a minha, era muito grande. Fico contente por ter terminado tudo bem e por ele ter vindo ao Galo. Espero que ele seja feliz aqui e que possa fazer grandes jogos com a camisa do Atlético. Será muito bom reencontrá-lo aqui”.

Enquanto Guilherme se recupera de uma lesão na coxa direita , que o tirou das partidas contra América-MG e Santos , além do próximo jogo com o Vasco , André faz um trabalho específico de recondicionamento físico , já que estava em pré-temporada com o Dínamo. A expectativa é que a dupla esteja em campo a partir do jogo com o Palmeiras, marcado para o dia 30 de agosto, em São Paulo.

Leia tudo sobre: Atlético-MGBrasileirão 2011AndréGuilherme

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG