Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

André comemora boa fase no Atlético-MG, mas evita comparações

Bom começo de Campeonato Mineiro fez o atual camisa 9 lembrar os tempos de Diego Tardelli

Gazeta |

O atacante André , artilheiro do Campeonato Mineiro com cinco gols anotados em quatro jogos, comemora a boa fase individual e da equipe atleticana. O avante, porém, acredita que a tranquilidade será uma arma importante para o Atlético-MG manter a sequência de vitórias deste início de temporada e a liderança do Estadual.

Veja também: Confira a classificação atualizada do Campeonato Mineiro

“É um bom começo, é o que a gente queria, mas a gente sabe que não chegou nem na metade do campeonato, tem muita coisa para acontecer. Estamos bem tranquilos e bem focados para dar continuidade a essa sequência boa que a gente vem tendo. Então, é o momento de ter tranquilidade para continuar assim”, declarou.

Leia também: Cuca arma Atlético-MG para o clássico com carrasco do América-MG

O bom desempenho individual, com os cinco gols marcados em quatro jogos e a artilharia isolada do Campeonato Mineiro, é comemorada sem excesso de euforia por André. “Estou feliz por ter começado bem o ano. Esse era um dos meus objetivos aqui. Para mim, está sendo muito gratificante voltar a jogar bem, fazer gols. Acho que a tendência é só melhorar”, disse.

Com o bom início de ano, as comparações com Diego Tardelli, que brilhou com a camisa atleticana são inevitáveis, mas André evita entrar na euforia da torcida.

“Prefiro evitar comparação até porque o estilo do Tardelli é totalmente diferente do meu, mas fico feliz por ter começado o ano fazendo gols, era objetivo que tinha de voltar a marcar e a jogar bem, tinha muito tempo que eu não vinha jogando e não marcava gols assim”, afirmou.

André tem contrato com o Atlético-MG até o próximo mês de junho, e para ficar com o jogador o clube mineiro terá que comprar 80% dos direitos econômicos do atacante que pertencem ao Dínamo de Kiev-UCR. O avante chegou a Belo Horizonte em 2011, e a diretoria atleticana pagou 2,2 milhões de euros por 20% do jogador .

André espera ficar em definitivo na capital mineira ou na pior da hipótese, prorrogar o empréstimo com o Atlético-MG por mais um ano. “Se não der para comprar, pelo menos mais um aninho de empréstimo, mas minha vontade é a de ficar no Brasil. Tudo vai se encaminhar, a gente vai dar um jeitinho e vou ficar no Atlético-MG”, disse.

Leia tudo sobre: Atlético-MGAndré

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG