Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Amparado na Justiça, Botafogo-PB vai a Caxias pela Copa do Brasil

Time paraibano perdeu por 1 a 0 na ida, foi desclassificado, mas conseguiu efeito suspensivo para jogar no RS

Gazeta |

Em campo, Caxias e Botafogo-PB tentarão fazer mais bonito do que a confusão estabelecida nos tribunais. Os dois se enfrentam na Serra Gaúcha, a partir das 21 horas, pelo jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil. Até parece piada de mau gosto, pois após os caxienses terem vencido o primeiro jogo por 1 a 0, em 16 de março, a confirmação da partida desta quarta-feira só ocorreu em 1º de abril.

Esse é um confronto tipicamente brasileiro devido às conturbações enfrentadas por quem não chuta a bola. Primeiro, o Caxias recebeu o avanço imediato de fase devido à má inscrição de um jogador por parte do Botafogo. Os gaúchos comemoravam a classificação, quando, na sexta-feira, souberam do efeito suspensivo ganho pelos paraibanos garantindo a realização da partida. Por incrível que pareça, a decisão sobre a validade deste efeito suspensivo só sairá na quinta-feira, o que pode anular o resultado da partida do dia anterior.

Tudo o que os caxienses não precisavam era um jogo decisivo antes da última rodada do segundo turno do Campeonato Gaúcho. Após ser finalista da primeira etapa do Estadual, perdendo a decisão somente nos pênaltis para o Grêmio, a equipe grená foi ladeira abaixo. O time é o penúltimo colocado do Grupo 1, mas ainda possui chances de avançar paras as quartas de final da Taça Piratini.

Esse não é o maior dos problemas. Após a derrota para o Tricolor, o técnico Lisca pediu o chapéu. O rei do acesso no Campeonato Paulista, Luiz Carlos Ferreira, chegou, assumiu e já foi embora. Foram 24 dias no Estádio Centenário, com duas vitórias, dois empates e duas derrotas.

"Agora, podemos dizer que foi uma decisão equivocada. Só que, na ocasião, ela foi embasada, tanto no currículo dele como em outros fatores já citados", tentou explicar o o vice de futebol Zoilo Simionato.

A equipe será comandada por Ricardo Cobalchini, de 25 anos. Ele conduziu o Caxias no ínterim entre Lisca e Ferreira, empatando por 3 a 3 com o Inter. Se fora de campo a vida do Alvinegro da Estrela Vermelha está conturbada, dentro das quatro linhas não é tão diferente. No momento, ocupa a quarta colocação do Campeonato Paraibano, a última da zona de classificação.

FICHA TÉCNICA - CAXIAS X BOTAFOGO-PB

Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS)
Data: 6 de fevereiro de 2011, quarta-feira
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro:  Wagner Reway (MT)
Assistentes:  Lincon Ribeiro (MT) e Neuza Back (SC)

CAXIAS: Matheus; Patrício, Vanderlei, Gerets e Gerley; Marcos Rogério, Dê (Zé Carlos), Itaqui e Valdson; Everton e Lima
Técnico: Ricardo Cobalchini

BOTAFOGO-PB: Genivaldo; Válber, Henrique, Léo Oliveira e Rogerinho; Charles Vagner, Rodrigo Santos, Chapinha e André Oliveira; Cristiano Tiririca e Paulinho Macaíba
Técnico:
Paulo Moroni

Leia tudo sobre: copa do brasil 2011caxiasparaíbastjdjustiçaefeito

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG