Se não vencer o Macaé fora, time repetirá vexame de 2008. Madureira também está ameaçado, ao contrário do Olaria

Um dos mais tradicionais times do Rio de Janeiro corre sério risco de escrever uma das páginas mais tristes de sua história na noite deste sábado. O America visita o Macaé, às 18h30 (de Brasília), no Estádio Cláudio Moacyr, em Macaé (RJ), pela penúltima rodada da fase de classificação da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca. O Diabo, caso não consiga sair de campo vitorioso, estará rebaixado por antecipação para a Segunda Divisão.

O America segura a lanterna da classificação geral, que leva em consideração o somatório dos dois turnos e vale para critério de rebaixamento, com sete pontos, um a menos do que a Cabofriense, que abre a zona de risco e que no mesmo horário encara o Vasco. Mesmo que vença o Macaé, o Diabo seguirá na zona de rebaixamento e deixará sua sorte para a última rodada. Ainda assim, os americanos tentam manter a confiança de não repetir a vergonha de 2008, quando foram rebaixados pela primeira vez.

"Enquanto existir esperanças vamos lutar e tentar honrar a camisa do America. Se ganharmos neste sábado jogaremos tudo para a última rodada, onde qualquer coisa pode acontecer", disse Marcelo Buarque, técnico do clube. Com 13 pontos conquistados, o Macaé ainda corre risco de rebaixamento, mas precisa de apenas mais um ponto para afastar o risco matemático.

Outros jogos
Outras três partidas envolvendo equipes de menor investimento acontecem neste sábado, às 15h30 (de Brasília). Destaque para o Olaria, que lidera o Grupo B da Taça Rio com 13 pontos e visita o Volta Redonda no Estádio Raulino de Oliveira. Caso ganhe a partida, o time da Rua Bariri poderá, dependendo da combinação de resultados de domingo, garantir por antecipação a vaga nas semifinais. Já o Voltaço, com 12 pontos na classificação geral, precisa ganhar para afastar qualquer risco de rebaixamento.

Também lutando contra o rebaixamento, o Madureira, que tem 12 pontos na classificação geral, recebe o Boavista no estádio de Conselheiro Galvão. O Tricolor suburbano também afasta o risco de queda em caso de triunfo, mas terá trabalho. A equipe da Região dos Lagos, na quarta posição do Grupo A com dez pontos, ainda sonha com a vaga nas semifinais.

Já livres do risco de queda e na parte intermediária da tabela de classificação geral, Nova Iguaçu e Bangu, que somam seis pontos na Taça Rio e não almejam mais uma vaga na semifinal, apenas cumprem tabela no Estádio Laranjão, em Nova Iguaçu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.