Guarani sofreu a primeira derrota como mandante e perdeu a oportunidade de encostar nos líderes

Em jogo que teve dois tempos distintos, o Americana  conseguiu uma virada improvável no segundo tempo e derrotou o Guarani por 2 a 1 em pleno Estádio Brinco de Ouro da Princesa, na tarde deste sábado, em Campinas. O resultado fez com que a Águia chegasse aos 11 pontos, atingindo temporariamente a quarta colocação, posição que irá manter caso o ABC-RN não vença o Vila Nova na partida que fecha a rodada, às 21 horas (de Brasília) deste sábado. Já o Guarani, que sofreu a primeira derrota como mandante na competição, permaneceu com oito pontos e perdeu a oportunidade de encostar nos líderes.

No primeiro tempo da partida, o Guarani teve um amplo domínio. Além de abrir o placar logo aos cinco minutos, o Bugre teve ao menos três chances para ampliar a vantagem, mas parou nas boas defesas do goleiro Jailson. O Americana, por sua vez, foi eficiente e marcou na única oportunidade que teve na etapa inicial, após uma cobrança de escanteio pela direita.

Depois de mudar do esquema 4-4-2 para o 3-5-2, o Americana corrigiu os seus erros de marcação e equilibrou a partida no segundo tempo. No entanto, quando o time visitante era melhor em campo, o Guarani teve uma grande chance para voltar a ficar à frente no placar, após um pênalti duvidoso em cima do lateral Carlinhos. A cobrança, porém, foi desperdiçada pelo atacante Fernandão, que isolou a bola por cima do gol. O castigo para o time da casa veio no final do segundo tempo, quando Fumagalli acertou lindo chute de fora da área e decretou a virada da Águia.

Na próxima terça-feira, o Guarani já volta a campo pelo Campeonato Brasileiro da Série B para jogar contra o Bragantino, às 21 horas (de Brasília), no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista. Já o Americana irá receber o Salgueiro no próximo sábado, às 16h20 (de Brasília), no Estádio Décio Vitta.

O jogo

O Guarani abriu o placar logo em sua primeira jogada ofensiva. Após receber lançamento de Lucas na direita da área, o atacante Fernandão puxou a bola para a perna esquerda, ganhou a dividida com o zagueiro adversário e bateu forte à meia altura, no canto esquerdo do goleiro Jailson, que não conseguiu realizar a defesa.

Com a vantagem no placar, o Bugre aproveitou o bom momento para seguir pressionando o Americana, que demorou para se recuperar do golpe inicial. Assim, os campineiros quase balançaram as redes poucos minutos depois, quando Dadá acertou forte chute de fora da área que acertou a trave esquerda de Jailson. No rebote, o goleiro da Águia ainda teve que espalmar para a linha de fundo o chute de Felipe.

Fumagalli comemora após marcar para o Americana no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas
Futura
Fumagalli comemora após marcar para o Americana no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas

Mantendo uma forte marcação no meio de campo durante todo o primeiro tempo, o Guarani impediu que o Americana utilizasse a sua principal arma, o atacante Dodô, que ficou isolado na frente durante a maior parte da etapa inicial. Sem sofrer sustos, o time campineiro ainda teve mais chances para ampliar o placar, mas parou nas boas defesas do goleiro Jailson.

Quando o primeiro tempo caminhava para terminar com uma justa vantagem do Guarani, que merecia até mesmo ampliar o placar, o Americana chegou ao gol de empate, em uma jogada aérea. Após uma cobrança de escanteio, a defesa do Bugre não conseguiu afastar a bola da área e ela acabou sobrando para o zagueiro Thiago Gomes bater de primeira no canto direito do goleiro Juliano.

Na volta para o segundo tempo, o técnico Toninho Cecílio tentou solucionar os problemas defensivos do Americana tirando o meia Julio Cesar e colocando o zagueiro Vinícius. A mudança teve efeito imediato na equipe visitante, que melhorou a marcação no meio de campo e conseguiu manter a bola por mais tempo no campo ofensivo.

No entanto, quando era pressionado pelo Americana, o Guarani teve uma grande chance de voltar a ficar à frente no placar. Em arrancada pela esquerda, Carlinhos entrou na área e caiu, em lance que o árbitro Guilherme Cereta viu pênalti. Na cobrança, o atacante Fernandão bateu muito forte, mas pegou embaixo da bola, que subiu bem acima do gol de Jailson.

Quando parecia que a partida terminaria empatada, o experiente meia Fumagalli, que havia entrado no decorrer do segundo tempo, acertou lindo chute de fora da área no ângulo do goleiro Juliano e virou o jogo para o Americana.

FICHA TÉCNICA - GUARANI 1 X 2 AMERICANA

Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP)
Data: 18 de junho de 2011, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Cereta de Lima (SP)
Assistentes: Anderson Moraes Coelho e Marco de Andrade Motta Junior (ambos de SP)
Cartões amarelos: Julio Cesar, Léo Silva e Jorge Luiz (Americana); Leandro Carvalho e Dadá (Guarani)

Gols:
GUARANI: Fernandão, aos cinco minutos do primeiro tempo
AMERICANA: Thiago Gomes, aos 44 minutos do primeiro tempo e Fumagalli, aos 44 minutos do segundo tempo

GUARANI: Juliano; Chiquinho, Aislan, Ailson e Carlinhos; Leandro Carvalho (Jefferson), Lucas, Dadá e Felipe; Fabinho (Assisinho) e Fernandão (Denilson)
Técnico: Vilson Tadei

AMERICANA: Jaílson; Paulo Sérgio, Thiago Gomes, Jorge Luiz e Magal (André Luiz); Alê, Léo Silva, Marcinho e Julio Cesar (Vinícius); Reinaldo (Fumagalli) e Dodô
Técnico: Toninho Cecílio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.