Tamanho do texto

O artilheiro Fábio Júnior roubou a cena e marcou duas vezes, enquanto Diego Tardelli perdeu pênalti

nullO América-MG quebrou a série de cinco vitórias seguidas do Atlético-MG na temporada e venceu o clássico desse domingo, de virada, na Arena do Jacaré, por 2 a 1. O nome do jogo foi o atacante americano Fábio Júnior, que marcou duas vezes e se isolou na artilharia do Campeonato Mineiro.

A vitória do time de Mauro Fernandes também significou a quebra de um tabu, já que o América não vencia o rival desde 2005. O resultado colocou o time americano na liderança da competição, empurrando o Atlético para a segunda posição.

O América começou o clássico assustando, com um chute venenoso de Fábio Júnior que levou perigo ao gol de Renan Ribeiro. O time alviverde quase marcou novamente, depois que Renan Ribeiro deu rebote em chute de Sheslon e Luciano perdeu de dentro da pequena área.

A primeira chance atleticana foi de Diego Tardelli, que arriscou da intermediária e obrigou Flávio a trabalhar pela primeira vez. Logo em seguida, Luciano soltou a bomba exigindo nova intervenção de Renan Ribeiro.

Mas se o América perdia suas chances, o Atlético mostrou que a pontaria do melhor ataque do Campeonato Mineiro continua afiada. Depois de bela jogada de Diego Tardelli, Renan Oliveira avançou pela esquerda e cruzou para Neto Berola bater com precisão para abrir o placar.

O troco foi imediato. Luciano recebeu belo lançamento e cruzou para Fábio Júnior. O experiente artilheiro precisou chutar duas vezes para empatar a partida, para delírio da pequena torcida americana que compareceu à Arena do Jacaré.

Neto Berola estava mesmo inspirado. Depois de belo drible pela esquerda, o atacante lançou Richarlyson, que se enrolou com a bola e perdeu chance clara. Já no fim da primeira etapa, Tardelli recebeu em velocidade na área e Flávio fez grande defesa para evitar o gol atleticano.

Veterano Fábio Júnior comemora um dos seus gols pelo América na partida deste domingo
Gazeta Press
Veterano Fábio Júnior comemora um dos seus gols pelo América na partida deste domingo

A defesa do Atlético seguia mal nos contra-ataques do América. Fábio Júnior recebeu sozinho e soltou uma bomba, só que sem o rumo do gol. O primeiro tempo terminou mesmo empatado em 1 a 1.

A segunda etapa começou com o Atlético pressionando. Primeiramente foi Renan Oliveira que chutou por cima do gol. Depois, Serginho penetrou com velocidade e foi derrubado em lance polêmico pelo goleiro americano. O juiz assinalou a penalidade para a revolta dos americanos. Diego Tardelli foi para a cobrança e Flávio, o mesmo que cometera a penalidade, fez grande defesa, incendiando o clássico na Arena do Jacaré.

O clima de tensão persistia em Sete Lagoas. De tanto reclamar da arbitragem, o técnico do América, Mauro Fernandes foi expulso e invadiu o gramado. Na saída do campo de jogo, disparou. “Você é vagabundo rapaz. Não é a primeira vez que ele me rouba”, disse irado.

Para apimentar ainda mais o clássico, Fábio Júnior marcou um gol que foi anulado pelo bandeira. Mas a tarde era mesmo do atacante americano. Depois de receber passe na entrada da área, soltou a bomba e Renan Ribeiro aceitou. Foi o sétimo gol de Fábio Júnior no Campeonato Mineiro, artilheiro isolado da competição. A partir daí o Atlético partiu para o ataque, tentando empatar de qualquer maneira. Mas a retranca americana funcionou e garantiu a vitória no clássico.


FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1x2 AMÉRICA-MG
Local: Estádio Arena do Jacaré, em Sete Lagoas
Data: 27 de fevereiro de 2011, domingo
Horário : 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Joel Tolentino Damata Júnior (CBF/FMF)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (CBF/FMF) e Marconi Helbert Vieira (CBF/FMF)
Público: 17.036 pagantes
Renda: R$165.200,00
Cartões amarelos : Diego Tardelli, Neto Berola, Renan Oliveira, Serginho, Zé Luis e Richarlyson (ATL), Dudu, Flávio, Irênio e Leandro Ferreira (AME)
Gols:
Atlético-MG: Neto Berola, aos 13 minutos do primeiro tempo
América-MG: Fábio Júnior, aos 20 minutos do primeiro tempo e aos 27 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-MG: Renan Ribeiro; Serginho, Réver, Werley e Leandro; Zé Luis, Richarlyson, Ricardinho (Jackson) e Renan Oliveira (Magno Alves); Neto Berola (Mancini) e Diego Tardelli
Técnico: Dorival Júnior

AMÉRICA-MG: Flávio; Sheslon, Gabriel, Micão e Rodrigo; Sheslon (Otávio), Leandro Ferreira, Dudu (Nando), Camilo, e Irênio; Luciano (Moisés) e Fábio Júnior
Técnico: Mauro Fernandes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.