Tamanho do texto

Amaral cobra time focado no jogo contra o Atlético-MG para evitar falhas que têm prejudicado a equipe

O América-MG vem fazendo boas partidas no Brasileiro, mas devido à falta de atenção em lances cruciais das partidas, está a sete rodadas sem conseguir uma vitória. Para reverter essa situação, a palavra de ordem na equipe mineira é manter a atenção e não relaxar durante a partida.

O volante Amaral revelou que o time está ansioso para o clássico frente o Atlético-MG . Contudo, o jogador pede concentração para esquecer a pressão da torcida adversária e para evitar que mais uma vez um lapso de atenção possa comprometer o desempenho da equipe.

"A gente cometeu muitos erros bobos e infantis contra o Palmeiras na última rodada, tomando um gol de bola parada quando a nossa equipe tem jogadores altos que cabeceiam muito bem a bola. Estamos numa situação ruim, na zona de rebaixamento, e jogaremos um clássico contra uma grande equipe. Todos conhecem o Atlético e a pressão que a torcida vai ter em cima deles e de nós também. A expectativa é grande e estamos preparados para o clássico", afirmou o volante.

Formado nas categorias de base do Atlético-MG, o lateral direito Sheslon será titular no clássico desse domingo. O jogador exaltou o comportamento da torcida do adversário, dizendo que apesar dos protestos do meio da semana, ela sempre estará empurrando o time para a vitória. "Já estive do lado de lá e sei como é a pressão da torcida. Temos que tomar cuidado, porque do mesmo jeito que a torcida do Atlético parece estar contra, ela estará a favor, empurrando o time."

O time está praticamente definido para a partida que ocorrerá neste domingo, às 18h30, na Arena do Jacaré. A única dúvida do técnico Mauro Fernandes é quanto à escalação do volante Dudu, que estava com uma infecção e não treinou durante a semana. Embora o tempo de preparação para a partida tenha sido pequeno, o treinador acredita que o América-MG conseguirá quebrar essa sequência negativa e se reabilitar no campeonato.

"Eu não tenho muita coisa pra fazer na equipe. Não faz nem 48 horas que terminamos o jogo e o esquema tático será o mesmo da partida contra o Palmeiras. Futebol não se ganha de qualquer maneira. Mantendo um esquema tático consistente e uma equipe consciente, sem o desespero de ganhar de qualquer maneira, poderemos sair com a vitória", finalizou o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.