Apenas em preparação para a competição nacional, times ficaram no 1 a 1 em amistoso em Juiz de Fora

Faltando uma semana para o início do Campeonato Brasileiro, América-MG e Botafogo duelaram amistosamente neste sábado, no estádio Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora, acertando os últimos detalhes para a competição nacional. Com boa presença de público, os cariocas empataram com os mineiros por 1 a 1, com gol de Thiago Galhardo para o Botafogo e Camilo para o América-MG.

O técnico Mauro Fernandes aproveitou o amistoso para promover a estreia do experiente volante Amaral, que estava no Cerezo Osaka, do Japão, do lateral-esquerdo Thiago Carleto, contratado junto ao São Paulo e do goleiro Neneca, que veio do Santo André. O Coelho começa a disputa do Brasileirão no próximo dia 22, mediando forças contra o Bahia, na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas.

No Botafogo, Caio Júnior não contou com os atacantes Herrera e Loco Abreu, que permaneceram no Rio de Janeiro trabalhando a parte física. Isso porque eles não poderão enfrentar o Palmeiras, na estreia do Fogão no Campeonato Brasileiro, por estarem suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

O fato curioso da partida aconteceu aos nove minutos do primeiro tempo, quando o goleiro Jefferson cometeu falta no atacante Eliandro e foi expulso da partida. A comissão técnica do Botafogo propôs que o arqueiro deixasse o campo para a entrada do goleiro reserva, mas sem que uma substituição ocorresse, o que não foi aceito pelo árbitro Emérson de Almeida Ferreira.

O Jogo
Logo no começo do jogo, o América-MG tentou aproveitar bobeada da zaga botafoguense, mas o artilheiro Fábio Júnior pegou mal na bola, desperdiçando a primeira chance de gol. No lance seguinte, o goleiro americano Flávio, recebeu bola na fogueira e quase entregou o gol para o Botafogo.

Aos nove minutos, o atacante Eliandro tentou driblar o goleiro Jefferson, que fez falta no atleta americano e foi expulso da partida. Mesmo com um homem a menos no jogo, o time carioca chegou ao gol, aos 21, com Thiago Galhardo, que aproveitou falha do volante Amaral e arriscou um petardo de fora de área e abriu os trabalhos em Juiz de Fora.

Com dez jogadores em campo, o Botafogo passou a gostar mais do jogo e tomou a iniciativa da partida, aproveitando os erros da defesa do América-MG para levar perigo a meta de Flávio. Pouco eficiente no ataque, o técnico Mauro Fernandes resolveu abrir mão do esquema 3-5-2 e sacou o zagueiro Micão, para a entrada do armador do Camilo.

Após a substituição, o Coelho passou a ter maior domínio de bola no meio-campo, enquanto o Botafogo recuou as linhas de marcação e passou a explorar as jogadas de contra-ataque. A tática do time da Estrela Solitária quase surtiu efeito aos 45, com Cortês, que fez jogada individual, mas falhou na hora de finalizar.

Com vantagem numérica, o time americano voltou para etapa complementar com uma postura mais ofensiva. Aos dois minutos, China, que entrou no intervalo, mostrou personalidade e fez bela jogada em tabela com Camilo, mas o chute parou nas mãos de Renan. Aos 13, Gabriel aproveitou cobrança de escanteio e testou com violência para o gol, mas Renan trabalhou mais uma vez para salvar o Botafogo.

Mesmo dominando as ações no segundo tempo, o América-MG encontrou muitas dificuldades na hora de concluir as jogadas. Dessa forma, o lateral-esquerdo Thiago Carleto tentou vários arremates de longa distância, mas a pontaria do estreante não estava em dia.

Aos 31, Fábio Ferreira cometeu pênalti no atacante Léo, e ofereceu a melhor oportunidade para o Coelho empatar o jogo. Camilo cobrou com categoria e igualou o marcador no Mário Helênio, em Juiz de Fora. Após o gol, o América-MG foi para cima na tentativa de virar o jogo, mas o placar ficou mesmo no 1 a 1.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.