Clube carioca ocupa a lanterna da Série B, com apenas dois pontos em seis partidas disputadas

Depois da derrota por 2 a 0 para a Ponte Preta em pleno Giulitte Coutinho , boa parte dos mais de 600 torcedores do Duque de Caxias presentes no estádio vaiaram pela primeira vez o técnico Alfredo Sampaio.

Contratado no dia 23 de maio, depois de levar o Boavista à final da Taça Guanabara, Sampaio ainda não conseguiu dar o padrão de jogo esperado pela diretoria e pelos torcedores do clube, que pedem para que algo seja feito na intenção de tirar o Duque da última posição do Campeonato Brasileiro da Série B.

O treinador, balançando no cargo, promete algumas mudanças em relação ao time que foi derrotado pela Ponte Preta e agora encara o São Caetano, na sétima rodada da competição.

O primeiro a ser sacado do time deve ser o lateral-esquerdo Felipe Assis, que chegou no início de junho com status de titular, mas não correspondeu e deve dar espaço para o retorno de Paulo Rodrigues, de 30 anos, que vinha sendo titular até então.

Alfredo Sampaio também estuda lançar mão de uma formação mais ofensiva. Dessa forma, o meio-campista Douglas Pedroso daria lugar ao atacante Andre Luís, recuando Erick Flores e formando dupla de ataque com Somália.

Com cinco partidas à frente do comando técnico do Duque de Caxias, Alfredo Sampaio tem um aproveitamento inferior a 10%, pois perdeu quatro partidas e empatou uma, contra o Sport Recife, na Ilha do Retiro, por 1 a 1.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.