Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Algoz na Copa, Suarez reencontrará ganeses pelo Inglês

Atacante do Liverpool foi responsável pelo lance que levou à seleção uruguaia às semifinais da Copa do Mundo

Gazeta Esportiva |

Quartas-de-final da Copa do Mundo de 2010. Estádio Soccer City em Johannesburgo, África do Sul. Gana e Uruguai duelavam por mais do que uma vaga nas semifinais, jogavam pela glória de seus países. Gana poderia ser a primeira seleção africana entre as quatro melhores de um mundial, enquanto o Uruguai queria resgatar o prestígio perdido há décadas. Foi quando uma mão apareceu no jogo e parecia decretar a vitória dos africanos.

A mão em questão era de Luis Suárez, atacante da seleção uruguaia, e ela impediu um gol dos africanos. Pênalti para Gana. Era o último lance da prorrogação, em caso de gol dificilmente o Uruguai teria tempo de correr atrás do prejuízo, já que o placar mostrava 1 a 1. Suárez foi expulso e Asamoah Gyan para a cobrança. Bola no travessão. A decisão iria para as penalidades máximas. O resto todo mundo já sabe, o Uruguai foi mais feliz e avançou para a semifinal depois de 40 anos. A partir dali Suárez se tornava persona non grata em Gana.

No próximo domingo o uruguaio, atleta do Liverpool, irá reencontrar dois ganeses protagonistas daquela partida: sua equipe enfrentará pelo campeonato inglês o Sunderland, que conta em seu plantel com Gyan, jogador que perdeu o pênalti na Copa, e Sulley Muntari, autor do gol ganês no tempo regulamentar. Mas se você acha que eles não querem nem se olhar, pode estar enganado.

Pelo menos é o que diz o meia Muntari. Questionado se cumprimentaria o rival, Muntari respondeu de forma simples: "Claro que sim. Porque não? Ele é um jogador fantástico." O ganês diz que o jogo é entre Sunderland e Liverpool e não entre ele ou Gyan contra Suárez. E foi além.

Mesmo admitindo que toda vez que olhar para Suárez lembrará do lance, Muntari disse que se estivesse na situação dele, naquela hora, "faria exatamente a mesma coisa". Muntari surpreendeu a todos enquanto tratava do assunto. Segundo ele, "a vida continua e isso é o futebol."

Leia tudo sobre: futebol mundialinglaterrauruguailiverpool

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG