Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Alex se mostra cético, embora Corinthians abra os cofres

Via assessoria, jogador do Spartak agradece interesse corintiano, mas diz que russos não querem negociá-lo

Bruno Winckler, iG São Paulo |

O diretor de futebol do Corinthians, Roberto de Andrade, é categórico quando fala do interesse do clube por Alex, meia de 29 do Spartak de Moscou. “Dinheiro não é problema. Vamos negociar para tê-lo conosco”, disse Andrade, na tarde sexta-feira, no CT corintiano.

Sonho do técnico Tite e da diretoria para reforçar a equipe a partir de agosto, o meia, ex-Internacional, aceitaria voltar a atuar com o treinador com quem jogou em 2008, mas avalia como improvável uma transferência, apesar da iminente eliminação de sua equipe na Liga Europa. O Spartak perdeu por 5 a 1 o jogo de ida das quartas de final contra o Porto.

“Fico lisonjeado com o interesse do Corinthians, mas nesse momento é difícil que o Spartak me libere. É a única coisa que posso falar desse assunto. Tenho contrato aqui e a obrigação como profissional de permanecer focado somente nisso”, disse Alex, por meio da sua assessoria de imprensa.

O vínculo de Alex com o Spartak é válido até dezembro de 2013. No início de 2009, o jogador foi vendido pelo Inter por 5 milhões de euros (cerca de R$ 14,8 milhões na época).
Tite disse recentemente que secaria o Spartak na Liga Europa para que fosse mais fácil negociar a vinda de Alex para o Brasil. O jogador, contudo, prefere se manter distante de polêmicas, mas afirma que gostaria de trabalhar com Tite um dia, mesmo que neste momento as possibilidades sejam remotas.

“O que posso falar é que o admiro como pessoa e como treinador. Tenho o desejo de trabalhar com ele um dia novamente, mas no momento é muito difícil que isso aconteça”, disse o meia.

As boas atuações que Alex vem tendo no Spartak são o principal empecilho para que o time russo aceite negociá-lo. Desde 2009, quando foi negociado pelo Inter, Alex já fez 52 jogos e 15 gols em jogos do Campeonato Russo. Foram outros três gols em oito jogos por competições europeias. Seu bom rendimento na Rússia também é levado em consideração pelos corintianos que tentam negociá-lo.

“É difícil um clube querer negociar um jogador que todo jogo é eleito o melhor do time”, comentou o diretor adjunto de futebol Duílio Monteiro Alves.

Mesmo que consiga dobrar os russos e trazer Alex, o jogador só poderia ser inscrito para defender o time em agosto. As inscrições para entrada de jogadores do exterior se encerraram na última sexta-feira e só abrem novamente em 3 de agosto.
 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG