Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Alessandro esquece último clássico e tenta diminuir o nervosismo

Lateral marcou gol contra o Palmeiras na primeira fase e provocou rivais. Contra o São Paulo, foi expulso

Bruno Winckler, iG São Paulo |

O lateral-direito Alessandro tenta controlar seus nervos no lugar antes do clássico contra o Palmeiras, domingo, no Pacaembu. Após marcar o gol da vitória do Corinthians no primeiro confronto entre os rivais neste ano, Alessandro partiu contra os torcedores rivais para provocá-los. A reação não caiu bem entre jogadores palmeirenses e um clima ruim foi criado.

AE
Chicão e Alessandro disputam lance em treino

Para o jogador, que admite ter se excedido no momento, é hora de apagar a má impressão deixada por ele. Até mesmo por conta do último clássico que disputou, contra o São Paulo, no dia 27 de março, quando foi expulso por ter dado uma entrada violenta em Dagoberto.

"Passou já aquilo. Foi uma reação instintiva pelas provocações e houve um protesto de alguns jogadores, mas é passado, não dá para ficar tocando no assunto sempre e criar mais polêmica. Pedi desculpa, reconheci que tinha errado", disse Alessandro. O jogo da primeira fase aconteceu depois da eliminação para o Tolima, na Libertadores, e os palmeirenses ironizaram a derrota corintiana nas arquibancadas.

Alessandro tem mostrado que fica nervoso em clássicos. Depois da reação intempestiva contra o Palmeiras, ele saiu do sério contra o São Paulo. Ele promete que tentará se controlar desta vez.

Siga o Twitter do Corinthians no iG Esporte

"A cobrança (do Tite) foi feita após aquele jogo. Se a gente (Dentinho também foi expulso) tivesse ficado em campo mais tempo o resultado (contra o São Paulo) poderia ser diferente. Vamos entrar em campo para jogar. É isso que importa e é nisso que estamos concentrados", disse Alessandro, um dos jogadores mais experientes do grupo com 32 anos.

O lateral acredita que os torcedores palmeirenses, que estarão em maioria no domingo, não se dedicarão a provocá-lo em represália pelo que fez no último encontro.

"Não acho que vai haver alguma revolta ou cobrança. O torcedor prefere incentivar a equipe dele. Se tiver vaia, deve ser contra todo o time do Corinthians. Pode até ser que eles direcionem apenas para mim ou para outro jogador. Só que estou pronto para isso", disse.

Alessandro teve uma curta passagem pelo Palmeiras. O jogador defendeu a equipe do Palestra Itália em 2003, durante a Série B. "É especial enfrentar o Palmeiras, pelo fato de ser uma grande equipe. Vencer esses rivais é diferente, sem dúvida, porque o torcedor fica mais exaltado e alegre", disse o corintiano.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG