Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Além de Ceni, apenas três são-paulinos já venceram o Corinthians

Do atual elenco, somente os zagueiros Alex Silva e Miranda, o volante Richarlyson e o camisa um superaram o rival paulista com a camisa do clube do Morumbi

Levi Guimarães, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861941536&_c_=MiGComponente_C

O São Paulo não vence o Corinthians desde o dia 11 de fevereiro de 2007, quando bateu o rival por 3 a 1 em jogo válido pelo Campeonato Paulista. O tabu já é tão longo que a maioria dos jogadores do clube do Morumbi não sabe o que é vencer o clássico. Dos 32 jogadores que hoje compõe o elenco, apenas quatro já conseguiram superar o rival vestindo a camisa do São Paulo. No domingo, os rivais paulistas se enfrentam no estádio do Morumbi, às 17h (horário de Brasília), em duelo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Além do goleiro Rogério Ceni, que está no time há mais de vinte anos, os outros jogadores que já sentiram o gosto de vencer o Corinthians são Richarlyson, Alex Silva e Miranda. Cada um participou de apenas uma vitória. O volante esteve nos 2 a 1 pelo Paulistão de 2006, enquanto os dois zagueiros estiveram presentes justamente no último triunfo, há três anos e nove meses.

Desde então, foram 10 jogos, com seis vitórias corintianas e quatro empates. Os rivais se enfrentaram cinco vezes pelo Campeonato Paulista e cinco pelo Brasileirão (em 2008 houve apenas um encontro, pelo Estadual, já que o time do Parque São Jorge disputou a Série B do Campeonato Brasileiro).

Outros jogadores, Bosco, Jean e Ilsinho, chegaram ao São Paulo enquanto vigorava o tabu anterior a favor da equipe - entre março de 2003 e julho de 2007 foram 13 jogos sem derrotas para o Corinthians, sendo oito vitórias e cinco empates. Os três, no entanto, nunca entraram em campo em um triunfo sobre o adversário. Já os outros 25 jogadores do grupo chegaram após a última vitória.

Assim, o grupo de atletas que busca encerrar o jejum pessoal no próximo domingo inclui jovens recém-promovidos das categorias de base, como Lucas e Casemiro, bicampeões brasileiros, como Jorge Wagner e Dagoberto e jogadores experientes, que já venceram o rival defendendo outros times, como Fernandão e Ricardo Oliveira.

Com os dois times separados por sete pontos na tabela do Brasileirão, os são-paulinos sabem que vencer será fundamental para manter as chances de classificação à Libertadores. E admitem encontrar motivação extra no tabu.

Vai ser um grande jogo e esperamos sair com a vitória. O Corinthians tem uma boa equipe e nós temos obrigação de vencê-los. [O tabu] motiva. É um clássico, um rival, e temos totais condições de vencer, temos equipe para isso, afirmou o zagueiro Miranda.

Já o presidente do clube, Juvenal Juvêncio, preferiu tentar esquecer a recente marca negativa no clássico. Nós não pensamos nisso, pensamos só no próximo jogo e estamos melhorando. Vai ser um jogo muito difícil, muito complicado, mas vamos mostrar nossa força e lutar, disse o dirigente.

Milton Trajano

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocorinthiansfutebolsão paulo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG