Atacante diz que sai sem nenhuma mágoa da torcida e elogia dirigentes, elenco e estrutura da equipe gaúcha

A rápida negociação envolvendo Alecsandro e o Vasco da Gama não permitiu uma despedida mais pomposa por parte do jogador com o Internacional . Após dois anos e três meses, 116 partidas e 54 gols, o centroavante troca de ares em busca de novas conquistas.

Nesta sexta-feira, por meio de sua assessoria de imprensa, ele publicou uma nota de agradecimento ao ex-clube e aos torcedores, cujas vaias não o abalaram em nenhum momento e não provocaram nenhum tipo de ressentimento. "Não guardo nenhuma mágoa de vaias sofridas durante algum jogo, pois cada um tem suas preferências e eu as respeito. Saio com a impressão muito positiva do torcedor colorado", declarou.

Alecsandro rasgou elogios aos dirigentes, à estrutura do clube, à comissão técnica e aos companheiros de elenco. Pelo Inter, o jogador conquistou o Campeonato Gaúcho de 2009 e a Libertadores de 2010.

Confira a nota na íntegra:

"Nesta semana, defini a minha para o transferência para o Vasco da Gama, assinando um contrato por três anos. Fui muito bem recebido no meu novo clube. A minha rápida saída do Internacional fez com que eu não tivesse o tempo necessário para agradecer a todos do clube e às pessoas de Porto Alegre, que sempre me trataram com muito respeito nesses dois anos e três meses de convivência.

Gostaria de agradecer aos dirigentes que trabalharam comigo nas duas gestões do clube, a anterior e a que tomou posse neste ano. Tenham certeza que me esforcei para dar o melhor retorno possível ao clube e sempre tive o respaldo necessário para o trabalho. Muito obrigado à toda comissão técnica do Internacional. Agradeço ao treinador, auxiliares, preparadores físicos, médicos, fisioterapeutas, roupeiros e funcionários de uma maneira geral, pois muitas vezes não se sabe, mas essas pessoas dos bastidores ajudam muito aos jogadores nas horas difíceis. Sobre isso, me lembro de uma passagem com o seu Gentil, nosso roupeiro, num momento complicado, antes da parada da Copa ele me disse: "Fica calmo, você ainda vai ajudar muito a gente". Logo depois fomos campeões da América, com a força do nosso grupo, de verdadeiros campeões.

Sou muito grato aos jogadores do Inter, pela amizade construída e pelo companheirismo durante o período dentro do clube. A maior felicidade é receber mais de quinze telefonemas dos meus parceiros logo após o meu acerto com o Vasco. Todos dando força, desejando sorte. Foram uma família para mim, pois passei mais tempo com eles do que meus próprios familiares, pelas horas de treino, concentração e jogos.

Peço desculpas para a imprensa, pois a ideia era conceder uma entrevista coletiva em Porto Alegre antes da minha apresentação do Vasco, mas pela necessidade de uma rápida apresentação precisamos apressar todo o processo no Rio de Janeiro e, até por isso, preferi agradecer todos por esta nota. Durante esses mais de dois anos tentei manter uma relação respeitosa e franca com todos. Espero ter conseguido. Nem sempre você agrada todo mundo, mas fui eu mesmo, falei as coisas que pensava e tentei ser o mais justo e transparente.

Acho que minha passagem por Porto Alegre foi muito boa. Nas ruas sempre fui bem tratado não só pelos colorados, mas por todos os gaúchos. Agradeço em especial à torcida do Internacional. Esse clube e o seu torcedor nos ajudaram a buscar títulos durante toda essa minha passagem. Não guardo nenhuma mágoa de vaias sofridas durante algum jogo, pois cada um tem suas preferências e eu as respeito. Saio com a impressão muito positiva do torcedor colorado pelo contato que tinha nos restaurantes, shoppings e outros lugares públicos, pois sempre recebi apoio e incentivo.

Não gostaria de dar uma dimensão maior que a real pelo meu acerto com o Vasco, mas acho importante para um atleta poder ter atuado durante dois anos e três meses em um clube, brigando por títulos, podendo ajudar de alguma forma. Dessa mesma maneira, com empenho, dedicação e vontade, pretendo ajudar meus novos companheiros e a torcida Cruzmaltina a lutar por títulos. Muito obrigado ao SC Internacional por tudo e obrigado ao CR Vasco da Gama pela por acreditar que posso contribuir com o clube daqui para frente."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.