Fifa já confirmou "Fielzão", do Corinthians, na Copa 2014, mas não assegurou jogo inaugural

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), aguarda com otimismo o anúncio que deve oficializar o futuro estádio do Corinthians , em Itaquera, na zona leste da capital paulista, como a sede de abertura da Copa do Mundo 2014 . A intenção dos dirigentes da Fifa (Federação Internacional de Futebol e Associados) é fazer o anúncio oficial ainda nesta quarta-feira, o que o COL (Comitê Organizados Local) nega . O governador disse que recebeu, na última terça, telefonemas do presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Ricardo Teixeira, do ministro do Esporte, Orlando Silva, e do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez.

"Todos estão otimistas, dizendo que as coisas estão bem encaminhadas", afirmou Alckmin, nesta quarta, após cerimônia de assinatura de contrato de financiamento do Estado com o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento). A Fifa já confirmou que o "Fielzão" estará na Copa 2014 , mas não assegurou que ele será escolhido como sede do jogo de abertura.

Nos telefonemas, segundo Alckmin, lhe foi informado que os maiores obstáculos para a escolha do estádio paulistano para a abertura da Copa foram superados. "Vamos aguardar agora o pronunciamento da Fifa, mas estamos otimistas porque a questão do estádio foi bem equacionada e foram apresentadas as garantias financeiras", disse. A opção pela arena corintiana estava tomada desde o segundo semestre de 2010. A Fifa aguardava, no entanto, a apresentação das garantias financeiras do projeto, o que foi feito na segunda-feira por representantes do clube paulista e da Odebrecht.

O presidente do Comitê Paulista da Copa do Mundo, Emanuel Fernandes, afirmou esperar que o anúncio seja feito "no prazo mais curto de tempo", mas ressaltou que a Fifa não estipulou uma data para o governo de São Paulo. "Estamos esperando, está todo mundo ansioso, mas isso é mais uma etapa, uma etapa importante", disse. "Estamos confiantes de que eles aceitarão as garantias financeiras oferecidas."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.