Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Alcides Antunes reclama da arbitragem e ameaça tirar time titular

Vice de futebol do Fluminense afirma que se a segunda cobrança de Loco Abreu não tivesse entrado, árbitro marcaria um terceiro

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Após o jogo o clima era de revolta no vestiário do Fluminense. Já na saída do campo, o capitão Fred disse para o pessoal das rádios que preferia não falar para não correr o risco de ser suspenso. O zagueiro Gum retirou o companheiro. Mas o vice-presidente Alcides Antunes não mediu palavras e indignado com a atuação de Gutemberg de Paula Fonseca e fez um esclarecimento na coletiva de imprensa.

“A gente não pode ficar criticando o árbitro porque vamos ter que pagar uma multa. Você faz um trabalho sério, investe muito alto e chega no campo e acontece o que nós vimos o que aconteceu. É triste ver isso. Fizemos um investimento de milhões, fizemos um pré-temporada forte para ver uma atuação dessa desse árbitro. Se eu já estivesse autonomia eu não colocaria o time titular em campo para disputar o Carioca.”, esbravejou Alcides, afirmando que a revolta dentro do vestiário era enorme.

“Os jogadores estão revoltados dentro do vestiário. Porque sabemos que se o segundo pênalti não entrasse, ele marcaria o terceiro. Não tenho dúvidas disso”, concluiu,

Muricy fez jus as palavras do vice-presidente. “O segundo pênalti foi uma piada, Ele podia ter esperado para dar outro, já que queria compensar um erro do primeiro tempo numa bola do Cajá que parece que entrou. Eu não gosto de falar do árbitro, mas o segundo pênalti não existe. O cara errou o chute. Mas eu acho que ele foi informado do erro no primeiro tempo e veio diferente para o segundo”, disse Muricy Ramalho.

Leia tudo sobre: FluminenseCampeonato Carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG