Tamanho do texto

Volante pode pegar até 12 jogos de suspensão por acusação de agressão a Souza. Árbitro também será julgado

Aírton disputa a bola no clássico com o Fluminense
AE
Aírton disputa a bola no clássico com o Fluminense
O advogado Michel Asseff Filho vai ter outro desafio no Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Sexta-feira, ele precisará defender o volante Aírton , do Flamengo , denunciado oficialmente por agressão a Souza, na vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense , no clássico válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro.

Siga o iG Flamengo no Twitter e receba as notícias do time em tempo real

Aírton foi enquadrado no artigo 254 (agressão física). Se condenado, pode pegar de quatro a 12 jogos de suspensão. O árbitro Rodrigo Nunes Sá também terá será réu por não ter punido o jogador. Ele estava de frente para o lance e não mostrou sequer cartão amarelo (ele seria expulso, pois já havia sido punido anteriormente no jogo). Sua punição varia de 15 a 120 dias.

Entre para a Torcida Virtual do Flamengo e convide seus amigos

Michel defendeu Felipe, Vanderlei Luxemburgo e Ronaldo Angelim nos dois julgamentos por causa da confusão no Estádio Presidente Vargas, quando o Flamengo foi eliminado da Copa do Brasil pelo Ceará . No primeiro, conseguiu a absolvição de todos e, depois, foram punidos apenas com uma advertência no segundo .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.