Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ainda sem a formação ideal, Abel não quer time só de guerreiros

Treinador enalteceu espírito de luta do Flu contra o Palmeiras, mas quer ver um futebol mais técnico

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

É verdade que a suada vitória por 1 a 0, sobre o Palmeiras, conquistada na base da garra, devolveu a confiança aos jogadores do Fluminense e transformou o ambiente nas Laranjeiras. No entanto, isso é muito pouco para o técnico Abel Braga. Com três vitórias e quatro derrotas no Brasileirão desde que assumiu o clube, o treinador admite que ainda não encontrou sua formação ideal e espera ver sua equipe jogando mais bola.

“Ainda faltam uns 30% para eu encontrar o time que tenho na cabeça. Não quero uma equipe só de guerreiros, quero mais do que isso. Quero que a bola chegue mais fácil no Souza e no Deco. Que eles se aproximem mais do Fred. Pela qualidade do grupo, podemos atuar mais pelas laterais. Não adianta querer só guerrear. Quero um time com 50% para cada lado”, explicou.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

O futebol apresentado pelo Fluminense contra o Palmeiras pode ainda estar longe do que Abel considera o ideal, mas pelo menos a entrega em campo agradou bastante ao treinador.

“É um time que tem uma capacidade de reação muito grande. Nos momentos mais difíceis, eles buscam força não se sabe de onde. Foi uma vitória que deu uma confiança muito grande e percebi que aquela empatia entre arquibancada e campo está voltando. Não sei se seremos aquela equipe de 2005 que se recusava a ser batida, mas garanto que ninguém vai ganhar mole da gente não”, afirmou Abel Braga.

Talento para isso é o que não falta. Além de Deco e Souza, considerado por Abel dois jogadores muito acima da média, o treinador acaba de ganhar os reforços do atacante Rafael Sobis, além dos meias argentinos Lanzini e Martinuccio, que deverão treinar pela primeira nas Laranjeiras quarta-feira.

“Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos”

“Nós já temos um elenco, mas não significa que não vamos mais contratar de forma pontual. Assisti a um jogo da Série B, sábado, no quarto do hotel em Volta Redonda, e gostei muito de um jogador em especial. Vou mandar observá-lo. A ideia é ter 22 jogadores de linha, com dois para cada posição, quem sabe mais um ou dois para a zaga, para não precisar improvisar, e mais cinco garotos da base”, disse Abelão, que ctiou Corinthians, Internacional, Botafogo e Santos como os melhores elencos do país.

“Esse são os melhores, mas o Santos ainda é o melhor de todos. Eles contratam muito e bem. Formaram um meio-campo novo e que joga em qualquer equipe do Brasil”, concluiu.

 

Leia tudo sobre: Brasileirão 2011FluminenseAbel Braga

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG