Tamanho do texto

Zagueiro do São Paulo atuou fora de posição contra o Ituano e deve seguir improvisado contra o Santo André

A falta de um lateral-direito de origem e o desejo por uma defesa segura faz com que o técnico do São Paulo , Paulo César Carpegiani , experimente diversas alternativas para a posição neste início de temporada. O dono da posição no momento, por exemplo, é o zagueiro Xandão , que acredita estar evoluindo, mas ainda se vê “meio perdido” em alguns momentos.

“Claro que a gente aos poucos vai tentando se adaptar. No jogo que vencemos o Ituano eu comecei meio perdido naquela função, meio que sem estar totalmente ligado no jogo, mas aos poucos fui me soltando, até fazendo jogadas no fundo, então avalio como positiva essa partida, já que vencemos, não sofremos gols e alcançamos a liderança”, disse após o treino desta sexta-feira.

Apesar desta avaliação positiva e de acreditar que está “aprendendo” a jogar na posição improvisada, o camia 13 não esconde que ainda não se sente totalmente à vontade e que seu objetivo continua sendo conquistar espaço para jogar em sua posição de origem.

“É sempre bom jogar, claro que estou gostando de atuar, iniciando as partidas. Mas preferiria jogar na minha posição de origem, que é zagueiro. Mas como o Paulo gosta de jogar com um zagueiro fazendo o falso lateral e ele vê que eu sou o que encaixa melhor, então estou tentando me adaptar ali”, afirmou.

Ao contrário de Jean, que é volante de origem e também já atuou como lateral-direito, Xandão não tem a pretensão de se aprimorar em todas as características da posição. Para ele, o mais importante é cumprir a função defensiva determinada por Carpegiani. Subir para o ataque, apenas em último caso.

“O Paulo deixou bem claro a partir do momento que decidiu me escalar ali que a prioridade não é apoiar, é fazer a função de lateral marcando. A função de apoiador fica pro Ilsinho, pro Jean. Claro que quando tiver oportunidade uma ou outra vez eu vou subir, mas não ataco muito pelo fato de o Paulo ter me designado para marcar”, explicou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.