Tamanho do texto

Diretores evitam exposição antes de fim do imbróglio com Cruzeiro e contratados só treinam

O Corinthians não desistiu de Montillo e a esperança de ainda contar com o argentino neste ano fez a diretoria mudar sua rotina no início de temporada. Já se passaram sete dias de treinos e dos cinco reforços que chegaram ao clube apenas um foi apresentado: o atacante Gilsinho.

Montillo quer sair ou ser valorizado no Cruzeiro
AE
Montillo quer sair ou ser valorizado no Cruzeiro
Leia também: Tite se diz tranquilo sem contar com Montillo no Corinthians

O motivo é simples. Os dirigentes, que normalmente entregam a camisa do clube ao reforço apresentado para a imprensa, também respondem na mesma ocasião sobre as movimentações do mercado. E sem respostas definitivas sobre Montillo, a diretoria espera um ponto final na novela entre o argentino e o Cruzeiro antes de voltarem a falar em coletiva de imprensa..

E mais: Montillo balança com Corinthians e deixa seu futuro no Cruzeiro em aberto

O atacante Gilsinho foi apresentado no último dia 4, quando o assunto do momento era Montillo. O gerente Edu Gaspar, que lhe entregou a camisa oficial corintiana, falou mais que o reforço apresentado e por isso, para evitar que algo parecido ocorra, decidiu-se que o atacante Élton, o meia Vítor Júnior, o zagueiro Felipe e o goleiro Cássio, só serão devidamente oficializados para a torcida quando Montillo tiver definido o seu destino. O Corinthians não tem plano B caso Montillo de fato fique no Cruzeiro.

Sem desistir: Corinthians recua e pode voltar a negociar com Cruzeiro por Montillo

No dia seguinte a apresentação de Gilsinho, o Corinthians publicou nota desistindo da contratação do jogador argentino por não ter conseguido alcançar os valores desejados pelo Cruzeiro (17 milhões de euros ou R$ 38 milhões). Porém, logo depois da desistência corintiana, Montillo também se pronunciou afirmando seu desejo de ser valorizado e de como a proposta salarial do Corinthians o agradou.

Jogadores do Cruzeiro incentivaram o argentino a tentar um acordo com o presidente recém empossado no clube mineiro, Gilvan de Pinho Tavares, que tem se mostrado irredutível quanto à possibilidade de vender Montillo por 8 milhões de euros (R$ 18,2 milhões), quantia oferecida pelo Corinthians. Como o argentino ainda tem o interesse ou de transferir ou de receber um reajuste salarial, a novela se arrasta e os jogadores que já estão no Corinthians esperam para poderem vestir a camisa do clube para as câmeras.

Entre para a torcida virtual do Corinthians e comente sobre a possível chegada de Montillo