Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Aguardando a Fifa, Andrés não vê abertura da Copa fora de SP

Depois de Comitê Organizador receber garantias do Fielzão, Corinthians acredita em resposta rápida da Fifa

Bruno Winckler, iG São Paulo |

O Corinthians apresentou na segunda-feira as garantias financeiras do seu estádio em Itaquera ao Comitê Organizador Local e espera para breve, "dentro das próximas 24 horas", uma resposta positiva da Fifa sobre a possibilidade ou não de o futuro estádio ser mesmo o palco da abertura da Copa de 2014. Para Andrés Sanchez, caso a Fifa não apresente nenhuma objeção, o "Fielzão" abrirá o Mundial

"Vamos ver se nas próximas 24 horas tem alguma surpresa. Talvez não tenha abertura de Copa em São Paulo, todo mundo fica secando o estádio do Corinthians. Mas a Fifa aprovou as garantias e agora vamos esperar a resposta deles nos próximos dias. Se o Corinthians atingir todos os requisitos o estádio será a abertura da Copa", disse Andrés.

O presidente corintiano disse que apesar das garantias apresentadas, os contratos finais com a construtora Odebrecht, o BNDES e o banco fiador, ainda não foram assinados. Mesmo assim, segundo ele, a Fifa está segura de que o estádio ficará pronto em dezembro de 2013.

"Sobre o banco garantidor tem um monte querendo. É praxe. Não tem essa pressa não", disse Andrés. Perguntado se não é incoerente gastar tanto para tentar trazer Tevez (o clube ofereceu cerca de $90 milhões ao Manchester City) quando os valores do estádio ainda estão sendo avaliados, o presidente corintiano usou o mesmo argumento de sempre para defender o clube. Disse que a exigência para que o estádio receba a Copa mudou os patamares do estádio.

"O estádio do Corinthians incial era para sair a R$ 340 milhões e estaria construído há muito tempo. Mas  a necessidade de São Paulo ter um estádio de Copa mudaram o valor. Meu papel como presidente do clube é fazer meu clube mais forte possível. O valor final não foge muito disso R$ 800 milhões. Uns 5% a mais ou a menos", disse Andrés.

Cutucado por um repórter, que perguntou a Andrés o que ele achava da opinião do ministro Orlando Silva, que chegou a colocar Brasília como favorita para receber o jogo inaugural da Copa, Andrés respondeu com ironia. "Manda ele apostar lá na loteria, ver se ele ganha. Tudo bem, fui irônico, deixa eu explicar. Se seu o ministro, estou na cidade (Brasília) que está fazendo estádio para copa, é um concorrente. Agora, se nós cumprirmos tudo o que a Fifa exigiu, e nós cumprirmos. A abertura não sai de São Paulo", disse Andrés.

Leia tudo sobre: corinthianscopa 2014

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG