Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Agora embaixador, Pelé defende Copa de 2014 em artigo na Espanha

Rei do futebol estreou como defensor da Copa do Mundo em texto publicado no jornal El País desta sexta

iG São Paulo |

Ricardo Stuckert
Dilma Housseff se encontra com Joseph Blatter, Pelé e Ricardo Teixeira antes do sorteio

Nomeado embaixador da Copa do Mundo de 2014, Pelé defendeu o evento em artigo publicado no jornal El Pais, da Espanha, nesta sexta-feira. O ex-jogador aproveitou a data que marca os mil dias para o início do Mundial para estrear como defensor do torneio. Nomeado embaixador pela presidenta Dilma Roussef em julho, Pelé elogiou o Governo Federal, mas não fez nenhuma menção ao presidente do COL (Comitê Organizador Local), Ricardo Teixeira, seu antigo desafeto .

“A mil dias da Copa do Mundo Fifa 2014, tenho motivos para acreditar que, junto com as qualidades de sempre nos caracterizaram, há outros atributos como a competência, a seriedade, a inovação, a diversidade e a democracia que contribuirão para que se venham ao Brasil e se apaixonem ainda mais pelo país.”, escreveu Pelé.

O “Rei do futebol” elogiou o crescimento econômico do Brasil nos últimos anos. “Na última década, de forma espetacular, mais de 40 milhões de pessoas passaram a formar parta da classe média, hoje maioria no país”, afirmou.

Pelé foi anunciado como embaixador da Copa do Mundo de 2014 em julho , durante o sorteio das eliminatórias para o Mundial. O convite foi feito pela presidenta Dilma Roussef, que fez questão de colocar o ídolo do futebol ao seu lado no evento, entre ela e Ricardo Teixeira.

Antes de ser nomeado embaixador, Pelé chegou a criticar a organização da Copa do Mundo. Em fevereiro, o ex-jogador afirmou que o Brasil poderia passar vergonha com o Mundial .
 

Leia tudo sobre: Copa 2014PeléFifaRicardo Teixeira

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG