Tamanho do texto

"Para jogar no Corinthians tem que ter colhões", afirmou o ex-jogador, maior cestinha do basquete mundial

Jogador de basquete do Corinthians e ex-santista, Oscar Schmidt admitiu que foi transformado em corintiano após o título brasileiro de 1996. Como qualquer torcedor, o cestinha não abre mão da corneta e criticou a postura do lateral esquerdo Roberto Carlos e do ex-atacante Ronaldo após a eliminação para o Deportes Tolima, da Colômbia, na fase preliminar da Copa Libertadores deste ano.

Após o empate por 0 a 0 no Pacaembu, o Corinthians perdeu por 2 a 0 fora de casa e foi eliminado pelo time colombiano . Pressionados por causa da derrota, Roberto Carlos aceitou proposta para jogar no Anzhi Makhachkala, da Rússia, e Ronaldo encerrou sua carreira.

"O Ronaldo se aposentou e o Roberto Carlos foi para a Rússia", exclamou o autor de 49.703 pontos na carreira. "Para jogar no Corinthians tem que ter colhões", acrescentou.

Oscar jogou no Corinthians entre 1995 e 1996. No último sábado, ele se tornou o primeiro atleta de esportes além do futebol a ser imortalizado na Calçada da Fama do clube.