Tamanho do texto

Após meses se recuperando de uma lesão no joelho esquerdo, volante foi titular apenas uma vez em 2011

Em meados de 2010, antes do surgimento de Lucas e Casemiro , o volante Wellington , hoje com 20 anos, era considerado a revelação das categorias de base do São Paulo com maior potencial para ser aproveitado no time profissional. Ganhou até o apelido de Mineirinho, alusão ao volante que marcou o gol do título Mundial em 2005. Contudo, uma contusão grave no joelho esquerdo deixou o jogador parado por cerca de oito meses.

Wellington voltou a entrar em campo com a camisa do São Paulo na vitória sobre o São Caetano na 11ª rodada do Campeonato Paulista e teve sua única chance como titular em 2011 no jogo seguinte, contra o Ituano. Mas como estava voltando da lesão, o jogador sequer ficou em campo os 90 minutos. Por isso, ele quer aproveitar a chance que terá neste domingo como sua real retomada no time e na busca pela confiança do técnico Paulo César Carpegiani .

“Vou ter essa oportunidade e espero conseguir mostrar porque estou nesse grupo. [Casemiro e Carlinhos Paraíba , que estão suspensos] são jogadores de muito qualidade, claro que não é fácil competir com eles, mas é uma disputa sadia”, disse o jogador, que vê no tamanho do elenco o principal motivo para não ter sido aproveitado mais vezes.

“Eu joguei daquela vez voltando de lesão, estava muito tempo sem jogar e foi importante para ver se eu sentiria de novo. Agora vou sair jogando e espero ir bem. No elenco do São Paulo todos, sem exceção, podem virar titulares de um dia pro outro”, afirmou se referindo à chance que vários reservas terão neste domingo.

Além de Wellington, outros jogadores pouco aproveitados serão titulares do time misto montado por Carpegiani para enfrentar o Oeste , como o lateral-direito Edson Ramos , o lateral-esquerdo Júnior César e o volante Cleber Santana . O time deve ser formado por Rogério Ceni, Xandão, Rodrigo Souto, Rhodolfo, Edson Ramos, Wellington, Cleber Santana, Rivaldo, Júnior César, Lucas e Willian José.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.