Zagueiro ex-São Paulo teve prisão preventiva decretada pela justiça no último sábado

O advogado do zagueiro Breno , do Bayern de Munique , revelado pelo São Paulo , advertiu nesta segunda-feira que seu cliente está doente e por isso solicitou que o atleta seja posto em liberdade enquanto acontecem as investigações sobre o incêndio ocorrido na casa do atleta na última semana.

LEIA TAMBÉM: Breno é preso por suspeita de incendiar a própria casa

"Breno não está bem. Do jeito que o vejo, ele está doente e precisa de ajuda", disse o advogado Werner Leitner ao jornal "Bild". Weiner revelou também que solicitou uma audiência para que seja revista a ordem de detenção, questão que pode demorar até duas semanas.

A prisão preventiva do jogador de 21 anos , no sábado passado, provocou uma forte reação do presidente do Bayern , Uli Hoeness, que considera que a Justiça agiu de um modo desumano pela rigidez da medida.

Breno é suspeito de ter provocado o incêndio da casa onde vive, que ficou completamente em chamas, causando um prejuízo de cerca de 1 milhão de euros. O incêndio ocorreu na madrugada de segunda-feira para terça-feira , quando Breno estava sozinho em casa, sem a presença da esposa e dos três filhos, que foram para o local assim que souberam do ocorrido, assim como seu companheiro de equipe, o lateral-direito, também brasileiro, Rafinha , que declarou que o zagueiro ficou em choque .

Segundo parte da imprensa alemã, o jogador entregou três isqueiros a um integrante das equipes dos bombeiros que o atenderam imediatamente após o incêndio.

Breno sofreu ferimentos leves e foi atendido pelos serviços de emergência deslocados a sua casa, um chalé alugado nos arredores de Munique.

Relembre a carreira do jogador:

    Leia tudo sobre: bayern de munique
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.