"Vamos focar em tudo que ele disse sobre Maradona nos últimos dias. Ele o difamou, o discriminou", disse Alejandro Kalbermatten

O advogado de Diego Maradona afirmou nesta sexta-feira que Julio Grondona, presidente da Associação do Futebol Argentino (AFA), pode ir para a prisão por ter "difamado" e "discriminado" o seu cliente.

"Vamos jogar forte contra Grondona para tentar colocar as coisas nos seus devidos lugares", afirmou Alejandro Kalbermatten. "Temos elementos para que ele possa ir preso. Vamos focar em tudo que ele disse sobre Maradona nos últimos dias. Ele o difamou, o discriminou", disse o advogado.

Segundo Kalbermatten, Grondona "exerce uma associação fraudulenta com muitas triangulações econômicas e de interesses pessoais dele. Temos tudo, estamos organizando tudo muito bem. A ideia é conseguir o que até agora nunca ninguém conseguiu", declarou.

Nesta semana, Maradona tinha anunciado que iria processar Grondona por tê-lo relacionado novamente com as drogas em declarações recentes. O ex-jogador disse que o dirigente avisou aos atletas que não haveria exame antidoping na repescagem para a Copa do Mundo de 1994, contra a Austrália. A informação tem sido negada constantemente desde que o ídolo argentino levantou a polêmica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.