O Corinthians não é pedreiro - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Advogado critica STJD após punição: O Corinthians não é pedreiro

O Corinthians perdeu o mando porque o tribunal entendeu que ele deveria ter chumbado melhor aquela grade, mas o Corinthians não é pedreiro, disse Zanforlin

Gazeta Esportiva |

O advogado do Corinthians, João Zanforlin, se mostrou muito contrariado frente a punição imposta pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta terça-feira. O clube perdeu o mando de campo do jogo contra o Vasco, na penúltima rodada do Campeonato Brasileiro, porque não soube se precaver contra o vandalismo de torcedores do Palmeiras durante clássico no Pacaembu.

Após a derrota por 1 a 0, em 24 de outubro, os palmeirenses atiraram grades de ralo e latas de lixo de cima do Tobogã, além de cuspirem nas pessoas que passavam ao lado das arquibancadas. "O Corinthians perdeu o mando porque o tribunal entendeu que ele deveria ter chumbado melhor aquela grade. O Corinthians não é pedreiro. Quem fez a vistoria e concedeu os laudos do Pacaembu foi a CBF", disse, à Rádio Globo.

Zanforlin não se conformou com a explicação dada pelos auditores do STJD. "Como é que o Corinthians vai controlar a boca do torcedor? Como faz para impedi-lo de cuspir do tobogã? Já as lixeiras têm que estar lá porque o estatuto do torcedor exige", contestou o advogado, que deve imediatamente preparar um pedido de efeito suspensivo, o que causaria novo julgamento.

"Até quinta-feira vamos tomar uma providência", garantiu João Zanforlin. Se a punição for confirmada, o Corinthians terá de jogar a 100 km de São Paulo aquela que seria sua última partida dentro de casa no Campeonato Brasileiro. O Palmeiras também foi punido pelo STJD, com perda de dois mandos de campo.

Leia tudo sobre: campeonato brasileirocorinthiansstjd

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG