Tamanho do texto

Segundo jogador, clube o liberou para sair após ter tido removida sua bota de proteção no local da cirurgia

O atacante Adriano , do Corinthians , que foi flagrado no fim de semana em uma casa de shows no Rio de Janeiro, acompanhado de três mulheres, defendeu-se após a repercussão da sua "saidinha". Em recuperação de lesão no tendão calcâneo do tornozelo esquerdo, ele diz que não errou, pois estava de folga.

No sábado, Adriano foi visto fora de uma boate no Rio
Delson Silva/AgNews
No sábado, Adriano foi visto fora de uma boate no Rio

Siga o iG Corinthians no Twitter

"Eu estava de folga, o Corinthians me liberou, fui ver meus amigos. Não tenho que ficar preso em casa, não vejo nada demais nisso. Quando falam do Adriano a repercussão é muito grande", disse o jogador do Corinthians, em entrevista à Rádio Bandeirantes , na terça-feira.

Entre para a torcida do Corinthians e convide seus amigos

Essa não é a primeira vez que Adriano é visto em balada depois de assinar contrato de risco com o clube paulista. Logo após a cirurgia, ele passeou de muletas em um shopping, contrariando a indicação dos médicos do Corinthians para ficar em repouso durante duas semanas.

Seguindo discurso do atleta, a diretoria do clube não vê problema no ocorrido. "O Adriano não teve nenhum problema de indisciplina no Corinthians, zero. A casa dele é no Rio de Janeiro, ele estava de folga e foi para lá", minimizou o diretor de futebol, Roberto de Andrade.

Ainda não há previsão de quando o atacante fará sua estreia com a camisa alvinegra. A ideia inicial de seu retorno é em setembro, mas o prazo pode ser antecipado . "Eu espero voltar a jogar o mais rápido possível", concluiu o jogador, que também mira a seleção brasileira.