Tamanho do texto

Antes de assumir o clube paulista, treinador dirigiu o rival deste sábado, mas deixou o cargo por conta dos maus resultados

Buscando a liderança do Campeonato Brasileiro , o São Paulo recebe neste sábado, a partir das 18h30 (de Brasília), o Atlético-PR . A equipe do Morumbi, atual terceira colocada na tabela, sonha em terminar a 16ª rodada na liderança do torneio e, para isso, precisa vencer o rival paranaense diante da torcida e ainda contar com tropeços de Corinthians e Flamengo, que jogam contra Ceará e Figueirense, respectivamente, no domingo.

Renato Gaúcho tem problemas para montar seu time
AE
Renato Gaúcho tem problemas para montar seu time
Siga o iG São Paulo no Twitter

O duelo marcará o reencontro de Adilson Batista com o Atlético-PR, clube que o treinador dirigiu no próprio Brasileirão de 2011 e não conseguiu bons resultados, saindo da Arena da Baixada com a equipe na última colocação. Apesar de ter deixado os paranaenses em uma situação complicada, o comandante não guarda mágoas.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

"Tenho o maior carinho pelo clube, que me abriu as portas desse mundo maravilhoso do futebol. Sou muito grato a eles e respeito muito os atletas. Mas hoje estou no São Paulo e tenho que vencer o jogo em busca da liderança", avaliou Adilson Batista.

Para o duelo, o treinador são-paulino ganhou um reforço importante. O STJD concedeu efeito suspensivo ao volante Denilson, que fica à disposição de Adilson. Em contrapartida, o zagueiro Rhodolfo, que tem um edema na coxa , ainda é dúvida e sua participação será definida momentos antes do confronto. Se o camisa 4 não puder entrar em campo, Zé Vitor deve ser o escolhido para atuar ao lado de João Filipe.

"O objetivo maior é o São Paulo. Estou aí para o que precisar. Jogar de zagueiro não é fácil, mas tem muita gente me apoiando. Estou tranquilo e confiante para ajudar o grupo", ressaltou Zé Vitor, que espera conquistar de vez seu espaço no time, já que tem apenas 13 jogos pela equipe, sendo quatro na atual temporada.

O atacante Dagoberto, que ficou de fora do jogo de quarta-feira pela Copa Sul-Americana, contra o Ceará, volta ao comando de ataque. Lucas também está de volta depois de servir a seleção brasileira na Alemanha. Já Xandão, Luiz Eduardo e Rodrigo Caio (machucados), além de Carlinhos Paraíba (suspenso), desfalcam a equipe.

Renato Gaúcho tem problemas para montar seu time
AE
Renato Gaúcho tem problemas para montar seu time
Já o Atlético, mesmo na penúltima colocação, tem conseguido apresentar um bom futebol nas últimas rodadas e vem se recuperando na competição nacional. No meio de semana, o técnico Renato Gaúcho poupou o time titular do confronto pela Copa Sul-americana, diante do Flamengo , mas ainda assim, desfalques é que não faltam para o comandante montar a equipe.

Os volantes Kleberson e Cleber Santana, titulares absolutos, cumprem suspensão automática. Os meias Branquinho e Paulo Baier, os atacantes Nieto e Rodriguinho e o volante Paulo Roberto, seguem vetados pelo departamento médico, enquanto o lateral direito Wagner Diniz não pode enfrentar o São Paulo por questões contratuais.

Renato Gaúcho quebra a cabeça para formar a equipe e só vai divulgar a escalação momentos antes da partida. Ainda assim pondera, sabendo que não são muitas alternativas que tem no elenco para estudar. "Com um elenco reduzido, perder tantos jogadores no mesmo setor é complicado, mas não adianta lamentar", disse o comandante.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO-SP x ATLÉTICO-PR

Local : Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data : 13 de agosto de 2011, sábado
Horário : 18h30 (de Brasília)
Árbitro : Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Assistentes : Guilherme Dias Camilo (MG) e Cleriston Clay Barreto Rios (SE)

SÃO PAULO : Rogério Ceni; Piris, Zé Vitor (Rhodolfo), João Filipe e Juan; Denilson, Wellington, Cícero e Rivaldo; Lucas e Dagoberto. Técnico : Adilson Batista.

ATLÉTICO-PR : Renan Rocha; Edilson, Manoel, Fabrício e Paulinho; Deivid, Wendel (Renan), Robston (Fransergio) e Marcinho; Madson e Morro García. Técnico : Renato Gaúcho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.