Tamanho do texto

Treinador são-paulino elogiou o companheiro de profissão. Os dois já atuaram juntos quando ainda eram jogadores profissionais

O duelo deste sábado entre São Paulo e Atlético-PR , no estádio do Morumbi, colocará frente a frente dois personagens da nova geração de técnicos do futebol brasileiro. Adilson Batista e Renato Gaúcho foram contemporâneos dentro de campo, quando ainda eram jogadores, e agora duelam fora dele, comandando suas respectivas equipes no Brasileirão

Adilson Batista, técnico do São Paulo, vai reencontrar o amigo Renato Gaúcho neste sábado
Vipcomm
Adilson Batista, técnico do São Paulo, vai reencontrar o amigo Renato Gaúcho neste sábado
Siga o iG São Paulo no Twitter

"Ele era um belo de um jogador, dava trabalho. Tenho uma admiração enorme por ele. Somos da mesma geração, estamos começando como técnico. Como jogador era difícil marcá-lo. Eu só chutava para frente lá de trás, e ele que decidia", disse Adilson, que foi zagueiro, enquanto Renato se consagrou como atacante.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

Adilson e Renato jogaram juntos no Atlético-MG em 1994, ano em que a equipe mineira chegou até a semifinal do Campeonato Brasileiro. Amigos desde então, o treinador são-paulino rechaçou qualquer comparação com o companheiro de profissão.

"Convivi com ele, mas eu tenho meu estilo, minha maneira. Já me compararm com Carpegiani e agora com o Renato Gaúcho? Cada um tem um jeito de trabalhar, de agir. A minha linha é da turma do Ênio Andrade", disse Adilson, que pediu cautela contra o Atlético-PR. O time dele tem jogado bem e temos que ter os devidos cuidados", concluiu.

O São Paulo enfrenta os paranaenses pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, sábado, às 18h30 (de Brasília) e busca uma vitória para tentar assumir a liderança do torneio. Para isso, além de triunfar em casa, o time de Adilson Batista precisa torcer por tropeços de Coritnhians e Flamengo, que jogam no domingo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.