Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Adebayor dispara contra a direção do Manchester City

"Ninguém teve a hombridade de me comunicar que não me queria mais", reclamou o atacante togolês

Gazeta |

O atacante togolês, Emmanuel Adebayor, deu fortes declarações aos tablóides ingleses, atacando a direção do Mancheste City e o técnico da equipe, Roberto Mancini. O jogador recebeu um email requisitando sua reapresentação neste sábado, enquanto a equipe principal do Manchester City está viajando para os Estados Unidos nesta sexta-feira, para darem início à pré-temporada.

Irritado com o descaso dos dirigentes do clube inglês, o atacante disparou contra os dirigentes do City. O jogador acredita que se ele não está mais nos planos do clube, o certo a fazer seria conversar pessoalmente e esclarecer a situação de seu futuro na equipe.

"Isso me insulta e machuca muito, além de mostrar muito sobre as pessoas que comandam o Manchester City. Ninguém teve a hombridade de me comunicar que não me queria mais. Querem ser o melhor clube do mundo, mas quem manda lá não atua dessa forma. O Mancini é irritante", atacou Adebayor em entrevista ao jornal inglês The Sun.

O jogador ainda esclareceu que não é o único a enfrentar tal situação no elenco. Segundo ele, os jogadores Craig Bellamy, Roque Santa Cruz, Shay Given, Wayne Bridge, Nedum Onouha e Michael Johnson estão com o futuro indefinido e não acompanharão a equipe principal na pré-temporada nos Estados Unidos.

Adebayor custou 25 milhões de libras ao clube inglês (cerca de R$ 63 milhões) e ainda possui três anos de contrato. Clubes como Real Madrid e o Tottenham Hotspur manifestaram interesse na contratação do jogador em definitivo, porém as 14 milhões de libras (R$ 35 milhões) pedidas pelos ingleses frustaram os planos deste clubes.

Leia tudo sobre: futebol mundialinglaterraMancheste Cityreal madrid

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG