Publicidade
Publicidade - Super banner
Lutas
enhanced by Google
 

Patrick Pitbull disputa título do GP do Bellator neste sábado

Brasileiro medirá força contra o norte-americano Michael Chandler. Em caso de vitória, Pitbull fatura prêmio de US$ 100 mil

Eduardo Oliveira, iG São Paulo |

selo

O técnico do Barcelona, Josep Guardiola, saiu em defesa do volante Sergio Busquets neste sábado, dois dias depois de a Uefa anunciar que investigará o atleta por racismo. O espanhol foi acusado de ter insultado o brasileiro Marcelo durante o jogo contra o Real Madrid, pelas semifinais da Liga dos Campeões, no dia 27 de abril.

Se for punido, Busquets poderá ficar fora da grande decisão da Liga, no dia 28, diante do Manchester United, em Wembley. "Não vou explicar o que Busquets me disse, mas eu acredito nele e acho que deveria jogar a final", comentou o treinador, que tem improvisado Busquets na zaga, por conta de desfalques na defesa, causados por seguidas lesões no elenco.

Se perder Busquets para a final da Liga, Guardiola terá mais uma dor de cabeça para escalar o Barcelona. "Ele é um jogador importante para nós", comentou.

Busquets será investigado pela Uefa nos próximos dias por ter supostamente chamado o lateral Marcelo de "macaco". A ofensa teria sido flagrada pelas câmeras de TV.

Leia tudo sobre: futebol mundialespanhabarcelona

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG