Tamanho do texto

Treinador do Fluminense afirma que todo reserva tem que estar preparado para jogar quando for preciso

Apesar de mostrar uma certa irritação ao ler em alguns veículos as variações táticas e as jogadas ensaiadas treinadas por ele durante a semana, Abel Braga não fez mistério e confirmou o time que enfrenta o Bahia , sábado, às 18h30, no Engenhão, pela quinta rodada do Brasileirão. Questionado se ele estava preocupado pelo fato de ter escalado cinco jogadores na equipe titular que não vinham jogando, o treinador do Fluminense lembrou seus tempos de boleiro na hora de responder.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“Não há o mínimo motivo para preocupação. Jogador que não joga tem que estar mais preparado do que aquele que joga. Ele tem que entrar e provar que eu fiz a opção certa. Na minha época de jogador eu era reserva e treinava mais do que jogava, mas sempre que tinha uma chance estava preparado para jogar”, explicou o treinador.

Do time que foi derrotado pelo Corinthians por 2 a 0, domingo passado , Abel trocou Ricardo Berna por Diego Cavalieri ; Julio cesar por Carlinhos e Tartá por Ciro . Já Márcio Rosário e Souza entram nas vagas de Leandro Euzébio , fora por tempo indeterminado com uma inflamação no joelho direito ; e Deco , que sofreu um estiramento grau um na coxa direita e vai ficar duas semanas afastado .

Seguro de sua decisão, Abel Braga disse que apesar de estar há pouco mais de uma semana no comando do Fluminense já conhece bem a equipe.

“Eu já vinha observando de longe os jogos do Fluminense e acho que o momento é bom de mudar alguma coisa. Quero ver alguma coisa de diferente”, disse Abel.

“Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos”

Além de marcar o reencontro do treinador com a torcida na Fluminense, a partida contra o Bahia será a primeira de Abel no Engenhão.

“Estou muito feliz com o carinho que tenho recebido diariamente desde que cheguei. Estou me dedicando muito ao clube. Acho que é uma maneira de retribuir o carinho. Vai ser um momento especial porque não conheço o Engenhão. Só por fotografia. Dizem que é muito bonito, mas o gramado não é tão bom. É motivo de curiosidade”, afirmou o treinador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.