Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Abel não teme escalar cinco jogadores sem ritmo contra o Bahia

Treinador do Fluminense afirma que todo reserva tem que estar preparado para jogar quando for preciso

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Apesar de mostrar uma certa irritação ao ler em alguns veículos as variações táticas e as jogadas ensaiadas treinadas por ele durante a semana, Abel Braga não fez mistério e confirmou o time que enfrenta o Bahia, sábado, às 18h30, no Engenhão, pela quinta rodada do Brasileirão. Questionado se ele estava preocupado pelo fato de ter escalado cinco jogadores na equipe titular que não vinham jogando, o treinador do Fluminense lembrou seus tempos de boleiro na hora de responder.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“Não há o mínimo motivo para preocupação. Jogador que não joga tem que estar mais preparado do que aquele que joga. Ele tem que entrar e provar que eu fiz a opção certa. Na minha época de jogador eu era reserva e treinava mais do que jogava, mas sempre que tinha uma chance estava preparado para jogar”, explicou o treinador.

Do time que foi derrotado pelo Corinthians por 2 a 0, domingo passado, Abel trocou Ricardo Berna por Diego Cavalieri; Julio cesar por Carlinhos e Tartá por Ciro. Já Márcio Rosário e Souza entram nas vagas de Leandro Euzébio, fora por tempo indeterminado com uma inflamação no joelho direito; e Deco, que sofreu um estiramento grau um na coxa direita e vai ficar duas semanas afastado.

Seguro de sua decisão, Abel Braga disse que apesar de estar há pouco mais de uma semana no comando do Fluminense já conhece bem a equipe.

“Eu já vinha observando de longe os jogos do Fluminense e acho que o momento é bom de mudar alguma coisa. Quero ver alguma coisa de diferente”, disse Abel.

“Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos”

Além de marcar o reencontro do treinador com a torcida na Fluminense, a partida contra o Bahia será a primeira de Abel no Engenhão.

“Estou muito feliz com o carinho que tenho recebido diariamente desde que cheguei. Estou me dedicando muito ao clube. Acho que é uma maneira de retribuir o carinho. Vai ser um momento especial porque não conheço o Engenhão. Só por fotografia. Dizem que é muito bonito, mas o gramado não é tão bom. É motivo de curiosidade”, afirmou o treinador.
 

Leia tudo sobre: Brasileirão 2011FluminenseAbel Braga

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG