Técnico não revela a escalação do Flu, mas não quer repetir os erros cometidos diante do Bahia

O técnico Abel Braga fez mistério nesta sexta-feira após o treino nas Laranjeiras, mas prometeu mudar a equipe do Fluminense para a partida contra o Atlético-PR , neste sábado, às 18h, na Arena da Baixada. O treinador só não confirmou se as alterações serão táticas ou individuais. O certo é que as últimas derrotas e a quantidade de gols sofridos fora de casa desagradaram Abel e sua comissão técnica.

Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos

“Temos que fazer uma análise em relação aos últimos jogos que fizemos fora de casa. Sofremos cinco gols nas três últimas partidas e vai haver mudança. Não vou dizer se será por nomes ou na maneira tática de o time jogar. Mas temos que fazer alguma coisa diferente, pois sofremos três gols em vários jogos. Não vamos esperar isso acontecer novamente”, explicou o treinador.

No treino desta sexta, Abel não deu qualquer pista sobre a equipe que entrará em campo sábado, mas a tendência é que as mudanças aconteçam no setor defensivo. Embora Gum esteja à disposição do treinador após cumprir suspensão contra o Avaí , o substituto Digão foi elogiado pelo treinador e tem boas chances de ser mantido entre os titulares.

A única coisa que Abel Braga deixou claro nesta sexta-feira, na véspera de completar 100 jogos como treinador do Fluminense, é que Deco não será titular e seguirá como opção no banco de reservas.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba notícias do time em tempo real

“O Deco ainda não tem condições de jogar 90 minutos. Por enquanto não. Ele só precisa de uma sequência de jogos e estamos confiantes de que ele terá essa sequência. Ele poderia ter treinado hoje, mas nós preferimos segurá-lo porque ele jogou quarta e treinou muito forte ontem (quinta). Nós conseguimos entrar mais no perfil físico dele e acho que ele não terá mais problema”, disse o comandante tricolor.

A admiração de Abel pelo meia luso-brasileiro é tanta, que o treinador destacou o comportamento de Deco fora de campo durante o período em que o camisa 20 ficou longe dos gramados.

“O Deco não joga mais por dinheiro, joga por paixão. Ele é um cara sensacional e que ajuda demais o grupo. É um líder nato, um cara observador e que daria um grande treinador. Mas com certeza ele vai readquirir ritmo de jogo e ainda vai nos ajudar muito dentro de campo”, afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.