Em coletiva, treinador afirmou que "atacante precisa chutar quando tem a chance" e não "passar a responsabilidade"

selo

O fato de ter escalado um time cheio de reservas no clássico diante do Flamengo , visando poupar os titulares que enfrentarão o Zamora-VEN na quarta-feira, pela Copa Libertadores, fez o técnico Abel Braga evitar maiores críticas aos jogadores do Fluminense após a derrota por 2 a 0 no clássico realizado na noite do último domingo, no Engenhão, pelo Campeonato Carioca . O treinador reforçou que o foco agora é a competição continental, mas ele demonstrou certa irritação com Rafael Sóbis , após o atacante deixar de finalizar para o gol na jogada que originou o contra-ataque que propiciou ao Flamengo o pênalti de Thiago Carleto sobre Galhardo .

Leia também: Apesar de R10 expulso, Fla vence Flu no primeiro clássico do centenário

Irritado com o seu pupilo, a quem já comandou com sucesso no Internacional campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes da Fifa de 2006, Abel gesticulou bastante após o lance, reprovando o hoje atacante reserva do Flu. E, na entrevista coletiva concedida após o clássico, o técnico mandou um recado ao jogador.

"Atacante tem que chutar em gol quando tem a chance de chutar, não tem que passar a responsabilidade. Se tiver a chance, tem de chutar. Foi o detalhe que a fez a diferença. E são detalhes assim que decidem um clássico. Dali surgiu um pênalti que cometemos, desnecessariamente", afirmou Abel.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Ao mesmo tempo, porém, Abel admitiu que poderá escalar Sobis novamente para o caso de Thiago Neves não conseguir jogar na quarta-feira. O meio-campista reclama de dores na coxa e ainda não está 100% fisicamente. "(A irritação) não é nada contra nenhum jogador. Se o Thiago Neves não puder jogar na quarta-feira, vai jogar o Sobis", adiantou.

Entretanto, Abel disse que não quer nem imaginar a possibilidade de não contar com Thiago Neves contra o Zamora, no Engenhão. "Não passa pela minha cabeça ficar sem o Thiago na quarta-feira. Tivemos cuidado no clássico para ter a equipe inteira na quarta. Fora o Edinho, que sofreu uma pancada no pé esquerdo, não tivemos problemas. Vamos aguardar. Tomara que o Thiago possa jogar", completou o comandante, lamentando o fato de o volante Edinho ter se lesionado diante do Flamengo.

Confira ainda: Jogadores do Flu lamentam chances perdidas e exaltam Paulo Victor

O treinador confia no poder de superação de Thiago Neves, que ajudou o time a derrotar o Boca Juniors por 2 a 1, na última quarta-feira, na Argentina, pela Libertadores. "Thiago suportou muito bem as dores na Bombonera. Eu o substituí por opção. Mas é claro que piorou o problema. Era um jogo para se arriscar. Conversei com ele. Se não está 100%, às vezes é melhor ficar um jogo fora do que quatro no futuro. Thiago é muito guerreiro e foi pro jogo. Caso ele não possa jogar, temos jogadores capazes de substituí-lo", garantiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.