Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Abel contém euforia e espera um jogo complicado contra o Bahia

Técnico elogia o amigo Joel, lamenta desfalques do Flu e enaltece qualidade do elenco adversário

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Na 17ª colocação com apenas 24 pontos, o Bahia, na teoria, pode ser considerado o adversário perfeito para o Fluminense emplacar sua quinta vitória consecutiva e seguir sua escalada rumo à liderança do Campeonato Brasileiro. Certo? Errado. Durante a semana, todos nas Laranjeiras foram unânimes ao afirmar que a partida contra o time baiano, no próximo domingo, às 16h, em Pituaçu, pela 24ª rodada, tem tudo para ser mais difícil do que foi a vitória diante do líder Corinthians.

Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e coloque o time em 1º no ranking

O discurso pode até ser da boca para fora, apenas para não motivar o adversário, mas o fato é que além de precisar desesperadamente da vitória para se livrar do fantasma do rebaixamento, o Bahia tem um retrospecto favorável neste Brasileirão diante das equipes do Rio de Janeiro.

Em seis partidas disputadas, os baianos venceram duas, empataram três e não perderam nenhuma. Curiosamente, as duas vitórias, contra o Flamengo e o próprio Fluminense, aconteceram em pleno Engenhão. No entanto, o time baiano, agora comandado por Joel Santana, só empatou contra os times cariocas jogando em Pituaçu.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Sem poder contar com Mariano, Diogo e Digão, suspensos pelo terceiro cartão amarelo, Abel lamentou o fato de não poder utilizar o esquema adotado na vitória contra o São Paulo, no Morumbi, e disse que espera um jogo ainda mais complicado do que todos os últimos quatro do Fluminense na competição.

“Esse jogo é o mais complicado dessa sequência. O Joel é um dos melhores treinadores do país em termos táticos. Ele tem dois ótimos laterais, tem também o Titi, que vem fazendo um campeonato muito bom, além do Fabinho, Fahel, Carlos Alberto, Lulinha, Ricardinho e Souza. São jogadores experientes e que formam um grande time. Eles não vão se abalar. E nós temos problemas. Eu não poderia ficar sem o Digão e o Diogo nesse jogo, ao mesmo tempo. Para piorar, ainda perdi um jogador importante na saída de bola que é o Mariano, que recebeu um cartão amarelo injusto contra o Corinthians”, explicou Abel.

O Bahia levou a melhor no primeiro turno e venceu o Fluminense no Engenhão

Apesar de tantos problemas, o treinador do Fluminense confirmou a escalação do atacante Fred, cortado do amistoso da Seleção Brasileira contra a Argentina, no meio da semana, com dores na coxa direita, e que chegou a ser dúvida para a partida.

“O Fred vai jogar. A lesão dele está sarada, ele comunicou isso ao médico da Seleção e está escalado. Ele vai jogar tranquilamente. É um jogador diferenciado e que causa preocupação em qualquer defesa”, disse Abel Braga, que optou pelo lateral-direito Wallace e o volante Rodrigo para os lugares de Mariano e Diogo, respectivamente.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

AE
Carlos Alberto sentiu o púbis durante a semana, mas deve enfrentar o Flu

Mas não é só o atual campeão brasileiro que tem problemas para a partida deste domingo. No treino de quinta-feira, o técnico Joel Santana não contou com os titulares Fahel, com uma bolha no pé, Carlos Alberto, que sentiu um incômodo no púbis, e Ricardinho, com dores no tendão do pé esquerdo. O departamento médico do Bahia, no entanto, afirmou que os três deverão enfrentar o Fluminense.

Por outro lado, Joel Santana ganhou uma boa notícia. Recém-contratado, o atacante Reis foi regularizado na CBF quinta-feira à noite e já pode estrear pelo time baiano.

 

FICHA TÉCNICA - BAHIA X FLUMINENSE

Local: Estádio Pituaçu (BA)
Data: 18 de setembro de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa/PR)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa/PR) e Vicente Romano Neto (Fifa/SP)

BAHIA: Marcelo Lomba, Marcos, Titi, Danny Morais e Dodô; Fahel (Marcone), Fabinho, Ricardinho (Hélder) e Carlos Alberto (Lulinha); Jones e Souza. Técnico: Joel Santana

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wallace, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Rodrigo, Marquinho e Lanzini; Ciro e Fred. Técnico: Abel Braga
 

Leia tudo sobre: Brasileirão 2011FluminenseBahia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG