Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Abel comemora vitória e diz que nunca pensou em pedir demissão

Técnico elogia atuação do Flu, segura a euforia e diz que quando não estiver mais feliz vai embora

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

null

Aliviado, mas com um semblante ainda tenso, Abel Braga festejou a vitória do Fluminense sobre o São Paulo, mas evitou qualquer euforia e preferiu manter os pés no chão e a cabeça no lugar. O treinador descartou ainda qualquer possibilidade de ter pensado em entregar o cargo em caso de derrota no Morumbi.

Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos

“Essa questão não existe. O dia em que não estiver mais feliz, eu vou embora. Domingo muita gente não estava feliz comigo e tive quase convicção que a ideia era me mandar embora. Mas acho que viram que não tinha gente no mercado. Estou feliz aqui. Estou no Rio, no clube do meu coração, onde o meu filho joga e fez gol hoje. Estou feliz da vida. Treinador e clube é como um casamento”, afirmou Abel, referindo-se a identificação com o clube que o revelou para o mundo do futebol como jogador.

Depois de uma sequência ingrata, quando o Fluminense somou apenas um ponto somando no empate com o Vasco e nas derrotas para Santos e Botafogo, a equipe tricolor finalmente voltou a vencer. Para melhorar, jogadores como Rafael Sobis, Edinho e Fred, que não vinham bem, fizeram grande partida.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Apesar de ter tirado a corda do pescoço, Abel está ciente que a nona colocação com apenas 28 pontos ainda está longe do ideal. No entando, o treinador lembrou que o time não vinha jogando mal e afirmou que o placar poderia ter sido mais elástico.

Veja a classificação e a tabela de jogos do Brasileirão

“Fico feliz, pois era a vitória que estava faltando. A única diferença do bom resultado para o ruim é tristeza ou alegria. O time não vem jogando mal. Hoje jogou bem novamente, e pode parecer soberba, mas pela quantidade de vezes que chegamos ao gol do São Paulo, poderíamos ganhar de mais. Mas isso não me leva a euforia”, disse Abel.


 

Leia tudo sobre: Brasileirão 2011Fluminense

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG