Técnico vai encontrar um grupo formado por jogadores que sequer trocam um cumprimento na sede do clube

Faltando poucos dias para assumir o comando do Fluminense , o técnico Abel Braga, ainda encerrando seu trabalho no Al Jazira, dos Emirados Árabes Unidos, enviou o auxiliar Leomir para comandar o time por cerca de 15 dias. A ideia do treinador é começar a tomar conhecimento, por meio de alguém que realmente confia, da situação do elenco, hoje completamente dividido e com jogadores que sequer trocam um cumprimento quando se encontram na sede do clube.

Após ser dispensado por supostos problemas de indisciplina, o atacante Emerson, hoje no Corinthians, saiu deixando visível o racha no plantel, com um grupo liderado pelo atacante Fred, e contando com peças importantes do elenco, como o goleiro Ricardo Berna, e uma outra parte composta em sua maioria por jogadores contratados esse ano, como o meia Souza e o atacante Araújo.

A situação de divisão do elenco, que conta ainda com um grupo que procura se manter neutro, ficou ainda mais evidenciada quando Souza deu uma declaração dizendo que esperava com ansiedade a chegada de Abel para resolver problemas disciplinares. O interino Enderson Moreira, que assumiu após o pedido de demissão de Muricy Ramalho, levou a fama de aceitar imposições do grupo de Fred, barrando os reforços que chegaram em 2011.

Em sua chegada ao Tricolor, Leomir evitou dar declarações polêmicas, mas reconheceu que existe um clima de ansiedade pela chegada de Abel Braga, principalmente por parte de atletas com pouco espaço até o momento.

"Logicamente que os atletas que não estão tendo oportunidade no time titular acabam ficando mais animados com a chegada de um novo treinador. Mas isso é natural no futebol", comentou Leomir, que ainda não teve contato com Fred, servindo à seleção brasileira nos amistosos contra a Holanda e a Romênia.

Araújo, por exemplo, já chegou a cogitar a sua saída das Laranjeiras e a vontade cresceu com sondagens de outros clubes brasileiros e propostas de empresários ligados a equipes do Oriente Médio. O jogador, porém, espera para ter uma conversa com Abel Braga pois, sentindo que ganhará oportunidades, vai permanecer sem maiores problemas. Além disso, existe uma dificuldade maior para a sua saída, pois a diretoria só aceita liberá-lo pelo valor da multa rescisória, que hoje gira em torno de R$ 12 milhões.

Outro jogador que espera Abel Braga para ter uma conversa é Rafael Moura, que vem sendo barrado nos últimos jogos para que Rodriguinho faça dupla de frente com Fred. O He-Man, que chegou a receber sondagens do Santos, também não pretende permanecer nas Laranjeiras caso as oportunidades não apareçam para a sequência do Brasileirão.

Enquanto Abel Braga não chega, Leomir vai dirigir o time na partida do próximo sábado, às 18h30 (de Brasília), diante do Cruzeiro no Engenhão, pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. A tendência é o comandante manter a base que derrotou o Atlético-GO por 1 a 0 no último fim de semana. O desfalque ficaria mesmo por conta de Fred. Surge então a oportunidade de Rafael Moura mostrar serviço para a nova comissão técnica.

Sendo assim, a tendência é o Fluminense entrar em campo neste sábado com a seguinte formação: Ricardo Berna, Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Júlio César; Edinho, Valência, Deco e Darío Conca; Rodriguinho e Fred. Nesta sexta-feira os jogadores participam de um trabalho recreativo e depois começa o período de concentração para o duelo contra a Raposa. Atualmente o Fluminense soma três pontos na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro e busca a primeira vitória dentro de casa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.