Goleiro argentino se aposentou após a partida deste sábado, que rendeu ao Inter o terceiro lugar do Mundial de Clubes

O goleiro argentino Roberto Abbondanzieri, que neste sábado pendurou as chuteiras como jogador de futebol aos 38 anos, após a vitória do seu clube, o Inter de Porto Alegre, por 4-2, na disputa pelo terceiro lugar do Mundial de Clubes contra o sul-coreano Seongnam Ilhwa, disse que sua única preocupação no momento é "descansar" e "ficar com a família".

"Não sei o que vou fazer, vou descansar. Se algum amigo precisar de ajuda, veremos. (Mas) o que eu quero é estar com a família, com meu pai e com minha mãe", disse à AFP o goleiro, que jogou este sábado os últimos quinze minutos da partida contra o Seongnam Ilhwa, em Abu Dhabi,

"Este ano no Inter me fez sentir muito bem. Levo muitas coisas de muita gente daqui. Parto mais do que recompensado", afirmou.Abbondanzieri viveu seus melhores dias da carreira defendendo o Boca Juniors em 1996-2006, quando conquistou três Copas Libertadores e duas Intercontinentais.

Em seu último ano de carreira, com o Internacional, somou outro título sul-americano ao currículo."Vivi um grande último ano. É um grupo estupendo, foi um prazer estar aqui e o que vivi hoje é especial, não vou esquecer por toda a vida", disse, emocionado."O melhor que levo do futebol é sempre o carinho das pessoas. Sinto que as pessoas me respeitam e gostam de mim e isto é o melhor que pode nos acontecer. Mais do que como jogador de futebol, já diretamente como pessoa", acrescentou.

O Inter de Porto Alegre teve frustrada a intenção de disputar o Mundial de Clubes, na terça-feira, quando perdeu nas semifinais, por 2-0, para o Tout Puissant Mazembe congolês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.